Jesus não foi precipitado. As suas boas intenções forma colocadas perante Judas na hora certa. Jesus soube esperar o momento adequado e oportuno para dizer que havia entre eles um traidor. O mestre não acusou ninguém.Ele sabia perfeitamente que se tratava de Judas. Todavia, com sabedoria, conduziu o problema, deixando que o próprio Judas acusasse a si mesmo.

Amados leitores, a pressa nem sempre traz alegria e resultados satisfatórios.Saibam que os problemas espirituais que surgem no seio da igreja nã estão despercebidos pelo pastor, mas sendo conduzidos dentro de um parâmetro que acho correto diante de Deus: solucioná-los à luz da sabedoria que Deus tem concedido aos Seus servos para cuidar dos Seus negócios aqui na terra.

Continua…….