Não devemos vagalumear na escuridão

“Aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum tropeço” (I Jo 2.10).

O vagalume é um inseto coleóptero que emite luz fosforescente, por isso pertence à família dos lampirídeos e elaterídeos. Essa luz é emitida por meio de órgãos situados na parte inferior dos segmentos abdominais. A visão de um grande número desses insetos voando, à noite, é um espetáculo notável e a emissão de luz tem a finalidade de se aproximarem do sexo oposto para a reprodução. A Igreja de Cristo deve brilhar como um luzeiro (Filipenses 2.15), tornando o mundo incandescente pelo brilho do testemunho, dos atos irrepreensíveis e da conduta cristã ilibada. O resultado isso levaria os nossos moços a logo se casarem, pois não haveria clima para muita escolha, visto que todos se apresentariam com um brilho especial, uma gama de virtudes e desenvolvimento notório do fruto do Espírito (Gl 5.22), o que revela uma vida de santidade. A luz se apaga da vida de um cristão toda vez que houver morte espiritual, ou seja, quando alguém tropeça e cai, a luz se apaga. É preciso que haja um esforço por parte do salvo em Cristo, de modo que a sua fé permaneça em ascensão (luz acesa continuamente) e não permita que sua vida seja tal como a de um vagalume que só acende sua luz de vez em quando. A luz do cristão deve permanecer brilhando, não somente quando houver claridade (vida de inteira felicidade), mas na escuridão, ou melhor, quando as lutas e as provas estiverem em evidências no dia a dia do servo de Deus.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook