Deveres e direitos do cristão

“Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho” (1 Coríntios 9.16).

Quanto mais se avança em conhecimento e se galga as mais altas etapas do relacionamento humano, mais se fala em direitos humanos, porém, os deveres são relegados ao segundo plano. O código de ética do cristão não é tão rígido ao ponto de que não se possa cumprir as regras com simplicidade, conforme o que está escrito nas Escrituras Sagradas, o manual de conduta de todos aqueles que almejam morar no céu. Nos dias atuais, é mais cômodo conhecer os direitos em seus mínimos detalhes para exigi-los integralmente do que executar na íntegra os deveres de cidadão e, acima de tudo, de cristão. Todos sabem que direitos e deveres devem andar sempre juntos, pois um é decorrência do outro. O Novo Testamento não fala muito em direitos do cristão, porque ele foi salvo para servir a Deus e não para exigir ou reivindicar alguma coisa. Jesus diz: “a minha graça te basta”. O salvo é discípulo do servo-maior, Jesus Cristo, que não veio para ser servido, mas para servir (Mc 10.45). Ele próprio lavou os pés dos discípulos e lhes disse: “Eu vos dei o exemplo” (Jo 13.15). Os deveres do servo do Deus Altíssimo estão restritos às áreas dos dois grandes mandamentos: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Assim, o crente fiel tem deveres para com o Senhor e para com o seu semelhante. Jesus reservou aos crentes um único direito e esse nos é suficiente: o direito à árvore da vida (Ap 22.14). Como exemplo de grande dever está o fato de difundirmos o evangelho de Cristo. Trata-se, aqui, de uma obrigação a qual todo cristão deve pôr em prática. Jesus disse: “Ide, pregai o evangelho”; logo, não podemos ser desobedientes a essa ordenança, a esse dever que compete a todos os salvos em Cristo.

 

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook