“Eu, de muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado” (2 Coríntios 12.15).

Uma das palavras mais comoventes, para mim, proferidas por Paulo em seus ensinamentos aos Coríntios, é sem dúvida quando ele fala que, se os irmãos em Corínto amando-o ou não, ele se deixaria gastar em prol de cada um deles. E analisando a vida do apóstolo Paulo percebe-se que ele lutou muito, batalhou bastante para que a igreja ali, que contava com quatro grupos que se digladiavam entre si, fosse alcançada pelo amor de Cristo. O mesmo apóstolo dedicou um capítulo inteiro de sua primeira epístola o capítulo treze. Há algumas pessoas que não conseguem se desvencilhar das coisas materiais, embaraçosas e cheias de atalhos que a vida oferece para se dedicarem somente a Deus, e acabam dizendo: “Não posso gastar tudo que tenho com Deus!”. Quando a pessoa gasta a sua vida com Deus ele, certamente, estará plantando o seu futuro após a morte. Ele estará sim, garantindo a coroa da justiça: “Desde agora, a coro da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas, também, a todos que amarem a sua vinda” (2 tm 4.8). Aprenda a se desgastar por amor a Cristo e verás o quanto irás lucrar.