“Destilai, ó céus, dessas alturas, e as nuvens chovam justiça; abra-se a terra e produza a salvação, e juntamente com ela brote a justiça; eu, o Senhor, as criei” (Is 45.8).

O profeta messiânico usa, em sua mensagem, palavras relacionadas à vida do campo para exortar o povo de Deus a se conduzir em justiça em seu dia a dia. O cristão é dotado de virtudes e dons naturais que não podem ficar enclausurados, mas devem ser proclamados de tal forma que o nome e a obra de Cristo tornem-se conhecidos dos povos da terra. Se no coração do salvo não brotar amor pelas vidas perdidas, de maneira alguma ele alcançará êxito no contexto ministerial. É preciso se conscientizar de que o Espírito Santo usa o homem, porém exige que este esteja transbordando em caridade. Dos olhos dos salvos devem brotar continuamente lágrimas de arrependimento, fator essencial para que haja progresso e maturidade na vida cristã. Brotar é, também nascer e, já que “nascemos de novo”, sem nenhuma anomalia, no tamanho ideal, é só lutar para que se atinja, mediante a prática da justiça, o crescimento espiritual. Igreja do Senhor Jesus, é preciso que cada um faça brotar o que é bom e saudável, não somente para o seu bem-estar, mas também para o do seu semelhante. Aquilo que queremos que o homem nos faça, devemos fazer também. A igreja é uma fonte perene e deve jorrar o evangelho nos “chafarizes sedentos” (vidas necessitadas de Deus), de maneira que brote neles a fonte da salvação que é Cristo, a nossa “fonte de águas viva”.

Caso o amigo e irmão deseje ler a Coleção Nas Asas do Espírito, Principalmente o Volume II de onde foi tirado este texto, ou o livro Avistei o Farol, onde narro parte de minha vida, entre em contato comigo e adquira todos os livros por um preço espetacular, é só fazer contato pelos telefones (61) 9551-9827 (claro) ou (61) 8195-1942 (TIM) e ainda (61) 3242-4456, email orcelio.orcelio@gmail.com e farei o possível para que os livros cheguem em suas mãos, uma vez que você não os encontrará, ainda, nas principais livrarias nacionais.