Forte como um Casluim

“E Mizraim gerou a Ludim, e a Anamim, e Leabim, e a Naftuim, e a Patrusim, e a Casluim (donde saíram os filisteus) e a Caftorim” (Gênesis 10.13,14).

Há momentos em nossas vidas que o desânimo e a fraqueza parecem que são os governantes de nossos corpos. Fraqueza no sentido de sentir-se desestimulado em prosseguir avante, não ter força para lutar por nossos próprios objetivos. Acabamos em desvanecer na esperança de alcançar o que já fora até mesmo projetado e armazenado pela fé no profundo do coração. É o famoso desfecho, ou seja, “joga tudo no mar!”, não quero mais lutar absolutamente por mais nada. É acaba se isolando de tudo e de todos. Atitude que o inferno inteiro gosta de prestigiar naqueles que acabam “chutando o balde”. Eu fico bastante feliz quando vejo alguém tirar água de um poço com pouquíssima água; escalar uma montanha tendo somente uma perna; atravessar um largo rio somente com a disposição, em fim, vencer as batalhas quando todas as circunstâncias lhe são desfavoráveis. Ganhar medalhas de ouro com deficiências em várias partes do corpo, em fim, eu vibro por dentro quando vejo em alguém atitudes de superação. Mesmo que tudo esteja dando errado e sem perspectiva de ser concretizado, ainda assim a pessoa luta até o fim, sem desanimar jamais. Fico deveras contente, radiante quando alguém se mostra forte, mesmo quando as forças já estejam quase se esvaindo de seu puro vigor, assim como fez Calebe diante de seus adversários: “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Subamos animosamente e possuamo-la em herança, porque, certamente, prevaleceremos contra ela” (Nm 13.30) e na idade de 85 anos disse Ele novamente: “E, ainda hoje, estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual a minha força então era, tal é agora a minha força, para a guerra, e para sair e para entrar” (Js 14.11). Casluim foi um descendente de Noé e seu nome em hebraico significa fortificado, cheio de força e vigor. É tudo que precisamos para vencer as batalhas que travamos no dia a dia com o inimigo de nossas almas: ser fortificado em tudo. Da descendência de Casluim vieram os filisteus, e sabemos perfeitamente que os filisteus foram guerreiros valentes, não desanimavam diante das circunstâncias adversas, o povo de Israel que o diga. É preciso que cada um de nós atente bem para sua vida espiritual e procure se fortalecer na graça e no conhecimento da Palavra de Deus. Não desista ao primeiro sinal de derrota, o importante não é ser abatido, mas ganhar a guerra. Essa peleja, Cristo já ganhou por nós, na cruz do calvário, agora, é só nos firmamos na fé e conquistarmos o que ainda resta, tendo sempre à certeza que o Espírito Santo está ao nosso lado para nos ajudar. Seja forte como um Casluim. Não esmoreça jamais. Siga em frente e o Senhor será contigo: “…eis que estou convosco todos os dias…”.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook