Homem, que espírito é esse que habita em ti?

“Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança”(Números 14.24).

No capítulo quatorze o povo de Israel murmurou contra Moisés e contra o sumo sacerdote Arão. Eles choraram só em pensar nas possíveis incertezas, no futuro das suas famílias, na impiedade dos povos que iriam enfrentar, em fim, o povo havia perdido a fé na promessa feita por Deus a Abraão.  A incredulidade e o afastamento de Deus fez com que o povo tivesse medo, muito medo de tudo e de todos. A murmuração foi o caminho mais curto para expressar a indignação, insatisfação e a falta de esperança contra a pessoa de Moisés que intercedia dia e noite diante de Deus, para que Este não destruísse o povo. Eles queriam um líder para voltar ao Egito. Eles tremiam toda vez que pensavam no relato que ouviram dos dez espias sobre a terra e os povos de Canaã. Nem as boas palavras de ânimo proferidas por Josué e Calebe foram capazes de apaziguar os ânimos das tribos: “5. Então Moisés e Arão caíram sobre os seus rostos perante toda a congregação dos filhos de Israel. 6. E Josué, filho de Num, e Calebe filho de Jefoné, dos que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes. 7. E falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pela qual passamos a espiar é terra muito boa. 8. Se o Senhor se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel. 9. Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o Senhor é conosco; não os temais. 10. Mas toda a congregação disse que os apedrejassem; porém a glória do Senhor apareceu na tenda da congregação a todos os filhos de Israel. (Números 14.1-10). Homem, que espírito é esse eue habita em ti? Foi Deus quem enalteceu a Calebe: “Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança” (Números 14.24). O espírito de Josué e Calebe eram diferentes dos demais espias que com eles foram espiar a terra. Analisemos somente Calebe. Calebe tinha um espírito diferente, ou seja, seu caráter e fé eram bem diferentes dos demais espias. Calebe tinha disposição para lutar, ele cria de todo coração no Deus de Israel. Não saia de sua mente os feitos do Senhor. Ele lembrava constantemente dos milagres ocorridos no deserto, à abertura do Mar Vermelho, da rocha que jorrou água e das águas margas que se tornaram doces. Calebe perseverou em seguir ao Senhor e trouxe uma palavra de ânimo para o povo, levando a todos a confiarem em Deus, diferentemente dos dez espias que fizeram o contrário: “Mas meus irmãos, que subiram comigo, fizeram derreter o coração do povo; eu porém perseverei em seguir ao Senhor meu Deus.”. Calebe tinha um caráter nobre, exuberante e disciplinado. Calebe era obediente ao seu líder Moisés e ao sumo sacerdote Arão. Calebe trabalhou ao lado de Josué de maneira correta e em todos os dias de sua vida foi fiel à liderança de Moisés, de modo que Deus fez menção de seu nome. Calebe foi um homem honesto: “Quarenta anos tinha eu, quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barnéia a espiar a terra; e eu lhe trouxe resposta, como sentia no meu coração; Mas meus irmãos, que subiram comigo, fizeram derreter o coração do povo; eu, porém perseverei em seguir ao Senhor meu Deus.” – Josué 14.7,8. Ele não teve ódio dos dez espias que com ele foram espiar a terra e que ao voltarem assustaram o povo, mas os chamou de irmãos demonstrando assim amor fraternal: “Mas meus irmãos, que subiram comigo, fizeram derreter o coração do povo; eu porém perseverei em seguir ao Senhor meu Deus.” – Js 14.8. Calebe, filho de Jefoné, foi um homem diferenciado, ele tinha um espírito diferente, confiava em Deus e era destemido. Foi um valoroso soldado, que não tinha medo de enfrentar o inimigo, mesmo que fossem os gigantes da terra: “Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela” – Números 13.30. Calebe tinha a Fé diferente dos demais espias, ele creu na promessa feita a Abraão, a conquista da terra que manava leite e mel. Por isso ele recebeu um galardão diferenciado, a terra de Hebron, para ele e sua família.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook