Tropa de Elite de Jesus Cristo

“E nomeou doze para que estivessem com Ele e os mandasse a pregar e para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão; André, e Filipe, e Bartolomeu, e Mateus, e Tomé, e Tiago, filho de Alfeu e Tadeu, e Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, o que o traiu” (Marcos 3.14-19.

Jesus ao começar o seu ministério evangelístico precisou ao seu lado, de homens valorosos, capazes de sacrificarem suas próprias vidas para se tornarem discípulos obedientes e fervorosos no espírito. Eles foram os verdadeiros componentes da primeira “Tropa de Elite”, que desafiou o inferno e livrou muitas pessoas das prisões espirituais efetuadas por Satanás. Esta “Tropa de Elite”, revestida do poder e da graça do Senhor Jesus não se intimidava com nada nesse mundo: não temeram os anciãos, os líderes religiosos judaicos e nem a soldadesca romana e muito menos o poder do inferno, formado pela Tropa de Choque do Diabo. A “Tropa de Elite” de Jesus foi vitoriosa. Formada de doze homens valorosos, que despojaram-se do velho homem, não tiveram suas vidas como preciosas, antes, até morreram por amor a Jesus a quem consideravam Senhor e Salvador. Outras e outras “Tropas de Elites” foram sendo formadas ao longo dos séculos. O  próprio Jesus Cristo mandou que assim se formassem: “Portanto, Ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo; ensiando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! Eu e você fazemos parte da “Tropa de Elite” que hoje luta pelo Reino de Deus. A “Tropa de Elite” constituída pelo mundo tem objetivos diferentes da “Tropa de Elite” do Senhor. A primeira tem a finalidade de combater o submundo da perversidade, enquanto a última a de convencer os formadores desses grupos marginalizados que Jesus tem poder para buscar e salvar o homem perdido em seus pecados e impiedades. Fazer parte da verdadeira “Tropa de Eliete” de Cristo é um grande privilégio. A Igreja do Senhor é essa grande “Tropa de Elite”, que destemida e firme na fé avança sem medo do inferno e nem das ameaças de satanás, que é especialista em atemorizar as pessoas, aprisionando-as na esfera espiritual, induzindo-as ao erro e convencendo-as a permanecerem no pecado. É fácil pertencer a “Tropa de Elite” de Deus. Não é preciso ser intelectual, nem provido de grandes conhecimentos seculares, basta tão somente aceitar a Jesus Cristo como seu único Salvador e Senhor de sua vida. Após esse passo, Ele mesmo o alistará no seu Exército e após escrever seu nome no Livro da Vida o selecionará para a “Tropa de Elite”.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook