Será que foi o fusível?

“Na verdade, a luz dos ímpios se apagará, e a chama do seu fogo não resplandecerá” (Jó 18.5).

Até hoje, um dos mais admiráveis cidadãos americanos é Benjamim Franklin, estadista, cientista, escritor e inventor da eletricidade, em 1751, a qual é de muita valia para a sociedade. Com o passar dos tempos, a fim de não causar uma perda total dos equipamentos eletrônicos e elétricos, criou-se o fusível, dispositivo que recebe a sobrecarga e o equipamento é preservado. Os eletrodomésticos, com o uso natural, precisam fazer uma manutenção preventiva e, se houver considerável desgaste, deve ser feita, também, a corretiva a fim de evitar uma avaria mais séria ou mesmo uma inoperância momentânea ou duradoura. Alguns equipamentos utilizam pilha como alternativa. Às vezes, o problema é apenas trocar a bateria. Há casos que o problema é mais complicado, devido à ineficiência do fusível utilizado, pois, quando este funciona a contento, o equipamento que sofre uma sobrecarga é preservado e os prejuízos são amenizados. A vida espiritual do cristão tem algumas semelhanças com tudo isso. Muitas quedas espirituais (que causam enormes estragos particulares, familiares e espirituais) têm origem em fatores externos e nos atingem porque não percebemos o alerta do Espírito Santo, não atentamos diligentemente para o que diz a Palavra de Deus e permitimos que sujeiras entupam nossos ouvidos. Paulo orientou Timóteo sobre este assunto dizendo: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina, mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências” (2Tm 4.3). Os aparelhos que se utilizam da eletricidade, normalmente, possuem um fusível de segurança para que, quando ocorrer uma variação excessiva de energia, ele se abra e não permita a danificação do equipamento. O Espírito Santo, meu querido, funciona, em nossa vida, como um fusível que se abre à primeira sobrecarga elétrica. Quando acontece algo com o crente em Jesus Cristo que abala sua alma e entristece o seu coração, é porque alguma coisa está errada entre ele e Deus. Então, é preciso tocar as sirenes de alerta e correr para os pés de Cristo. É nessa hora que o Espírito Santo se entristece e muitos não conseguem enxergar esse fator em sua vida espiritual e, por isso, pagam um alto preço por tal negligência. A mídia agindo de forma agressiva e contínua contra as famílias cristãs, o excesso de trabalho e os muitos afazeres diários envolvem o cristão de modo que ele não perceba que está entristecendo o Senhor. Como os aparelhos necessitam do fusível para não queimarem, nós, cristãos, precisamos sobremaneira do Espírito Santo para nos despertar ao primeiro ataque do Inimigo. Para tanto, faz-se necessária uma comunhão maior para com Ele. Aconselho meus irmãos a fazerem um teste com frequência, assim como fazem as pessoas com seus aparelhos: verifique primeiro o fusível! Assim como os aparelhos eletrodomésticos precisam de manutenção periódica, os cristãos precisam de uma olhada para dentro de si. Paulo dizia aos Coríntios: “Examine-se, pois, o homem a si mesmo…” (1 Co 11.28). Ainda é tempo de se buscar a Deus. Faça isso imediatamente!

Caso você deseje ler toda a Coleção Nas Asas do Espírito, Principalmente o Volume III, de onde foi tirado este texto, ou o livro Avistei o Farol, onde narro parte de minha vida secular, ou seja, testemunhos que me ocorreram na minha trajetória na Marinha do Brasil, entre em contato comigo e adquira todos os livros por um preço espetacular, é só fazer contato pelos telefones (61) 9551-9827 (claro) ou (61) 8195-1942 (TIM) e ainda (61) 3242-4456, email orcelio.orcelio@gmail.com e farei o possível para que os livros cheguem em suas mãos, uma vez que você não os encontrará, ainda nas principais livrarias nacionais.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook