Trocando de bagagem

“Deixando, pois, toda malícia, e todo engano e fingimentos e invejas e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo” (1 Pedro 2.1,2).

Outro dia tomei conhecimento de uma senhora que teve a sua bagagem trocada no aeroporto. Ela havia feito uma viagem e na esteira ela pegou a sua mala e foi para casa. Quando lá chegou e abriu a mesma, ela percebeu que havia trazido uma mala de outra pessoa por engano, pois as roupas eram masculinas e não femininas, ou melhor, a mala estava longe de ser a sua. Sabedora que o erro fora dela somente, procurou reaver os seus bens, mas foi em vão. Deve ser realmente muito triste a troca de bagagem, ainda mais quando os nossos pertences são mais valiosos que o outro. Nesta epístola do apóstolo Pedro ele sugere uma troca capaz de deixar a pessoa num estado de comunhão aceitável diante de Deus. A pessoa deveria deixar a malícia, o engano, o fingimento, a inveja e, também, todas as murmurações, em troca, de se alimentar do leite racional, ou seja, da Palavra de Deus, que não contém nenhuma adulteração ou falsificação. Quem come da Palavra de Deus, tal como fez Jeremias, Isaías e muitos outros profetas, crescerá e se fortalecerá na graça e no conhecimento de Deus. Paulo orienta aos crentes crescerem até  atingirem a estatura de varão perfeito, estágio esse, ideal para ser abençoado grandemente por Deus, pois neste ponto a pessoa consegue fazer a vontade de Deus. Pedro ainda sugere a troca da bagagem em lide: malícia, engano, etc, por uma bagagem melhor, todavia é bom fazer uma prova do Senhor, de modo que a pessoa se conscientize que ele é benigno, pois assim fazendo, quem fizer a opção da troca de bagagem terá algumas prerrogativas e será chamado de pedra viva, casa espiritual, sacerdote santo e se aproximará da principal pedra da esquina, eleita e preciosa, chamada Jesus Cristo, porquanto, quem nela crer não será confundido: “Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo” (1 Pe 2.5). Quem não quer trocar a sua bagagem, as Escrituras alertam: “E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram, essa foi a principal da esquina; e uma pedra de tropeço é rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes, para o que também foram destinados” (1 Pe 2.7,8). Quem troca uma bagagem como essa o Senhor Jesus o chama de geração eleita, sacerdócio real, nação santa e povo adquirido. Troque logo a sua bagagem por uma melhor.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook