“Disse-lhes outra parábola: o reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até ficar tudo levedado” (Mateus 13.33).

Cada dia que passa, as pessoas vão absorvendo os problemas que estão ao seu redor. Uns absorvem mais, outros menos, mas todos são alvos das inúmeras difusões de fatos que acontecem e chegam ao nosso conhecimento pela mídia e por aqueles que estão juntos a nós. Hoje é natural se presenciar um cristão reclamar das circunstâncias da vida. Às vezes, reclama muito mais do que aqueles que dizem não ter Deus ou que professam uma fé que não é a fé cristã. Há algum tempo, não era muito comum um crente salvo reclamar da vida, pois ostentava sempre os lemas “Em tudo dai graça”, “Posso todas as coisas naquele que me fortalece”, “Todas as coisas contribuem para o bem daquele que ama a Deus” e muitos outros versículos que fortalecem a fé em Cristo. Eram pessoas que sabiam suportar as adversidades com sobriedade e esperança de um dia melhor. Se a vida ao lado de Cristo tem se tornado difícil para muitos cristãos, imaginem sem a ajuda celestial, sem o mover do Espírito Santo, consolador daqueles que amam a vinda do Senhor. A Bíblia diz que “o sol nasce tanto para o justo como para o injusto”; logo, tanto o salvo como o ímpio estão sujeitos a toda sorte de problemas que pode atingir o ser humano. A diferença na vida do cristão é porque este está debaixo da potente mão de Deus e vive na orientação do Espírito Santo e anda na vontade do Senhor. Os fatos que ocorrem em sua vida não são fruto do acaso, mas tudo acontece conforme o propósito de Deus. Quando o homem aceita a Cristo como Senhor e Salvador, a sua alma alcança misericórdia diante do Pai, é justificada, regenerada e passa a desfrutar das bênçãos da santificação. Sua alma é levedada, tal como o fermento na massa. Alguns chegam até a dizer: “Eu estou mui leve!” É isso mesmo que acontece. Quando o pecado é apagado da vida do homem, de imediato, cai de sobre ele o fardo pesado de iniquidades e aí ele passa a se sentir mais leve, e a sua vida se enche de suavidade. Para o homem permanecer sempre com essa sensação de leveza, é preciso observar alguns preciosos preceitos contidos nas Escrituras Sagradas: não deixar de meditar na Palavra de Deus, não permitir que sua vida se afaste da pessoa de Cristo, não se embaraçar com os negócios desta vida, não permitir que o Diabo e a fraqueza espiritual lhe distancie dos cultos oficiais da igreja onde congrega, buscar a Deus em oração, conforme está escrito: “orai sem cessar”, procurar manter a paz de espírito através da comunhão com o Senhor, com o próximo e consigo mesmo, evitar as más companhias e não se assentar na roda de escarnecedores e de infiéis. A leveza da alma tem que ser uma constante na vida do crente em Jesus Cristo. Esforce-se para manter este estado de espírito e a firmeza na fé. Amém!

Caso você deseje ler toda a Coleção Nas Asas do Espírito, Principalmente o Volume III, de onde foi tirado este texto, ou o livro Avistei o Farol, onde narro parte de minha vida secular, ou seja, testemunhos que me ocorreram na minha trajetória na Marinha do Brasil, entre em contato comigo e adquira todos os livros por um preço espetacular, é só fazer contato pelos telefones (61) 9551-9827 (claro) ou (61) 8195-1942 (TIM) e ainda (61) 3242-4456, email orcelio.orcelio@gmail.com e farei o possível para que os livros cheguem em suas mãos, uma vez que você não os encontrará, ainda nas principais livrarias nacionais.