“Põe-se a mesa, estendem-se tapetes, come-se e bebe-se. Levantai-vos, príncipes, untai o escudo” (Isaías 21.5).

Diariamente o cristão deve fazer um balanço de tudo que ocorreu no decorrer do dia. Ou seja, deve fazer uma inspeção na sua armadura, para ver se tudo está em perfeita ordem, o capacete, a couraça, a sandália, a espada, o escudo, etc. Bem como agradecer ao Senhor pelas coisas boas e bem sucedidas ocorridas durante o dia, procurando assim, tirar lições preciosas de modo que elas contribuam para aumentar ainda mais o seu ânimo e a sua disposição para viver no dia seguinte, e ter também, força para deixar de lado todas as insatisfações e prejuízos ocorridos, tanto no contexto material como no espiritual. Lendo esse texto de Isaías, sem me aprofundar nas lições nele contidas, observei que algumas verdades trouxeram edificação e alento à minha alma e quero compartilhar com você: – “põe-se a mesa…” – sugere do cristão uma atitude mais íntima com o seu Senhor. É ai onde surge o “check up”, o balanço vital. Paulo disse: Examine-se o homem a si mesmo”. A mesa é símbolo de comunhão e para manta-la evidente faz-se necessário uma olhada para o homem interior, a fim de que se descubra os empecilhos que estão bloqueando a operação do Espírito Santo na vida de cada um. Era na mesa da proposição onde ficava os doze pães, devidamente frescos, bem arrumados à mesa, que representavam as tribos de Israel: “porás sobre a mesa os pães da proposição diante de mim perpetuamente” (Ex 25.30). Se não houver comunhão entre os membros do Corpo de Cristo, jamais se alcançará vitória plena, não haverá salvação de vidas na congregação, bem como cessará a manifestação poderosa do Espírito de Deus; – …estendem-se tapetes…” – os tapetes são colocados em ocasiões especiais. São de preços elevados, para os nobres. Os tapetes devem ser colocados para que autoridades possam passar por eles, ostentando a riqueza do anfitrião e também a honra devida ao convidado. A lição que se tira aqui é que, o cristão, não pode perder sua honra, sua autoridade, para isso é preciso fazer um “check up” diário. O crente em Jesus Cristo não deve se dobrar diante dos caprichos do mundo e às vontades de Satanás, mas procurar andar de cabeça erguida, usar a autoridade dada pelo Senhor e receber as honras devidas por ser filho do Altíssimo. – “…come-se e bebe-se…” – a autoridade do cristão só será posta em prática se ele for fiel à Palavra de Deus. O profeta Jeremias, ao comer o Rolo, tornou-se rico espiritualmente falando. Cheio de autoridade e poder. Desempenhou a função de profeta com extrema comunhão com o seu Deus. Foi um homem cheio de disposição e amor, além de ser zeloso pela obra a ele confiada. Quando o cristão come a Palavra de Deus e bebe de um mesmo Espírito (1 Co 12.13), de uma mesma “pedra espiritual”, que é Cristo (1 Co 10.4), sua vida resplandece a glória de Deus. Para se saber se estamos fortes ou fracos espiritualmente é recomendável fazer um “check up” rigoroso, ou seja, olhar para dentro de si mesmo. – “…Levantai-vos, príncipes, untai o escudo” – antes de se apresentar para qualquer atividade, seja ela simples ou complexa, na “casa do Senhor”, é preciso se tomar uma postura: “levantar-se”, ou seja, mostrar que está vivo, pronto para se usado pelo Espírito Santo. Deus muitas vezes quer falar com seus filhos, porém, não os encontra de pé: “E disse-me: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo” (Ez 2.1). Ninguém luta deitado, nem anda se não estiver de pé. Diz o Senhor: “… levanta-te entre os mortos e Cristo te esclarecerá”. Quantas coisas o cristão deixa de realizar e receber porque não está de pé. – O cristão precisa reconhecer quem ele é. Ele é príncipe, filho do Rei da Glória, logo, não pode abrir mão de sua posição, de suas riquezas, de sua coroa. Não pode jamais negociar os seus bens, ou mesmo trocá-los por ofertas, muitas vezes tentadoras, oferecidas pelo inimigo dos salvos. – Para o cristão se tornar um vitorioso nesta vida, mais que tudo é preciso exercitar a fé e não esquecer de fazer o “check up” com frequência, não esquecer um só instante de vigiar e orar. A Bíblia diz que na armadura do cristão está o “escudo da fé”. Sem fé é impossível agradar ao Senhor, logo, é preciso manter a fé ativa, e se o escudo for untado com óleo, a espada e os dardos do inimigo encontrarão dificuldades para atingi-lo. Reflita neste assunto, procure ter mais comunhão com Deus e seu irmão e valorize sua posição de príncipe e use a autoridade que o Senhor te Deus. Procure untar mais o escudo, o escudo da fé, e siga firme na caminha cristã.