“Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações” (1 Pedro 3.7).

Quando lemos a Bíblia meditando em cada versículo lido e com o espírito quebrantado deixando o Espírito Santo falar ao coração consegue-se aprender de forma correta os ensinamentos nela contidos. Não são poucas as pessoas que me procuram e perguntam por que as suas orações não são atendidas por Deus, já que na Palavra está escrito que se pedir em nome de Jesus o Pai concederá conforme a petição? A referida pergunta pode ser respondida da seguinte maneira: se a sua súplica estiver de acordo com a vontade de Deus, não há porque o Senhor não lhe conceder o desejo de seu coração, porém, muitas vezes o Senhor retarda porque ele quer testa o teu índice de perseverança e às vezes as orações sofrem um bloqueio por parte do inimigo, ou seja, Deus manda o anjo trazer a resposta e o anjo não consegue passar pelas hostes satânicas que habitam nas regiões celestiais, e então, como a pessoa que pede não consegue ser persistente e nem luta incessantemente pela causa colocada diante de Deus, então, acaba não recebendo. Há muitos obstáculos as orações dos cristãos. Entre os mais comuns estão: o próprio pecado que acaba obstruindo o caminho, o relacionamento entre o crente e Deus, “Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus, e faz a sua vontade, a esse ouve” (João 9.31). Ora, se a vida da pessoa que pede não estiver afinada com a vontade de Deus, ou seja, a pessoa não tem comunhão com o Senhor, como irá conseguir comover o coração do todo-poderoso?; Outro obstáculo à oração gira em torno da desobediência a Palavra de Deus, “O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável” (PV 28.9). Não tem como convencer Deus desta maneira, ou seja, desviando-se para não ouvir o que diz a Sua Palavra. A Bíblia é a bússola e o manual de vida cristã. Se eu não guardá-la no meu coração, certamente, irei tropeçar e cair, afastando-me do caminho da verdade. Por fim, a incredulidade, a dúvida ainda tem sido um dos fortes obstáculos para que o Senhor responda as orações daqueles que a Ele clama, “Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa” (Tiago 1.6,7). É claro que existem inúmeros obstáculos que impedem do homem receber de Deus uma dádiva ou que Ele responda as orações. Observe estes conselhos, coloque-se na posição que Deus quer que você ande e suas orações serão respondidas.