“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gálatas 3.13).

 O futebol de hoje é algo muito rentável. Um jogador de projeção mundial é negociado entre os clubes e o seu procurador por um bom preço. Para um time ter excelentes jogadores terá que desembolsar uma fortuna, além de cumprir inúmeras clausulas contratuais que beneficiarão o jogador e até mesmo a sua família. A Seleção brasileira tem muitos jogadores que não atuam em nosso país, mas ganham de seus clubes no exterior uma fortuna devido o futebol que jogam e os contratos de marketing que assinam. A Seleção de Cristo é formada mediante um convite, pois o mesmo Jesus Cristo disse certa vez: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mt 11.28-30). Jesus é o grande Mestre e o maravilhoso treinador, pois pega o seu atleta cheio de cansaço, oprimissão, alma triste, sem condições nenhuma de disputar uma partida no campo espiritual, e em pouco tempo, depois que ele o aceita como Salvador o coloca em condições de entrar na batalha como autêntico vencedor, pois ele passa a crer nas verdades bíblicas que diz: “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo”. Ele vence as lutas e tribulações da vida pela fé. Jesus por esse atleta pagou um preço muito alto, preço de sangue lá na cruz do calvário. O atleta cristão é diferente do atleta da Seleção. O da Seleção brasileira busca um título, uma medalha perecível, mas o atleta de Cristo uma coroa incorruptível: “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível” (1 Co 9.24,25). O atleta da Seleção de Cristo foi comprado sem dinheiro: “Porque assim diz o Senhor: Por nada fostes vendidos; também sem dinheiro sereis resgatados” (Is 52.3). Vale a pena pertencer a essa Seleção vencedora, que vence todas as batalhas espirituais em Cristo.