“Então deu ordem o rei a Ebede-Meleque, o etíope, dizendo: Toma contigo daqui trinta homens, e tira a Jeremias, o profeta, da cisterna, antes que morra” (Jeremias 38.10).

 Como é bom você poder ajudar a alguém a sair do fundo do poço. Jeremias literalmente estava preso dentro de uma cisterna profunda. Ele foi colocado ali por maldade, pelo simples fato de ser um homem fiel e obediente a Deus e que não compactuava com a mentira e nem com as coisas erradas. O próprio rei mandou Ebede-Meleque tirar o profeta Jeremias da cisterna antes que ele morresse. Ebede-Meleque, no hebraico significa servo do rei. Ele era etíope, natural da Etiópia. Os príncipes se revoltaram contra Jeremias e lançaram na cisterna: “E disseram os príncipes ao rei: Morra este homem, visto que ele assim enfraquece as mãos dos homens de guerra que restam nesta cidade, e as mãos de todo o povo, dizendo-lhes tais palavras; porque este homem não busca a paz para este povo, porém o mal. E disse o rei Zedequias: Eis que ele está na vossa mão; porque o rei nada pode fazer contra vós” (Jr 38.4,5). O rei sabia muito bem que Jeremias profetizava fielmente conforme a vontade de Deus, potém, nada fez para impedir que o profeta fosse colocado dentro do poço. O homem quando peca e não reconhece o seu pecado, de igual forma mergulha na sarjeta, podendo atingir o “fundo do poço”. Quando o homem neste estado reconhece o grande amor de Deus por ele e se arrepende, o Senhor sai em seu socorro. O salmista diz: “Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos” (Sl 40.2). Ebede-Meleque é um tipo de Cristo. Ele salvou Jeremias da morte, recebendo ordens diretamente do rei. Jesus recebeu ordens diretamente do Pai e fez conforme a orientação do Senhor. Jesus veio a este mundo para salvar e buscar o que se havia perdido, assim relata Lucas no seu Evangelho (Lc 19.10). Saiba meu querido irmão em Cristo que, Ebede-Meleque não é nenhum jogador, mas um grande e temente homem de Deus. E nós, será que tememos e obedecemos ao Senhor?