“Por cujo motivo te lembro que despertes o dom de Deus que existe em ti pela imposição das minhas mãos” (2 Timóteo 1.6).

 

Outro dia pude presenciar o desespero de uma jovem num local público, querendo fazer uma ligação de seu aparelho celular e o mesmo havia acabado a bateria. A preocupação dela não era nem o fazer o contato, mas receber a chamada de alguém por ela responsável. De igual modo o responsável por nós, o Espírito Santo fica numa situação muito idêntica, querendo usar a pessoa e a mesma sem reunir condições nenhuma para ser usado como vaso nas mãos do Senhor Deus. O cristão fica igual a um aparelho desses, sem condições de uso só voltando a funcionar depois de receber uma carga suficiente para retornar as atividades normais. Em muitos casos é preciso que o cristão se desperte, acorde, se levante, se anime e deixe que o Senhor Jesus o anime novamente. O desânimo é algo que faz parte da vida do ser humano, porém, quem está em Cristo, nova criatura é e precisa desfrutar das bênçãos do Cordeiro, não olhar para trás, não buscar no passado refúgio, todavia, precisa saber que as “coisas velhas já se passaram, eis que tudo se fez novo”; não se pode na caminhada de fé e de esperança se abater com as adversidades da vida, se entregando aos problemas e as dificuldades que surgem na vida. Tenha fé, a bateria não se acabou, não estragou, somente necessita de uma boa recarga, e isso se consegue através da oração, da leitura da Palavra de Deus e da assiduidade aos cultos, principalmente, aos de Ensino e a Escola Bíblica Dominical. Se as forças estão no limite, faça um propósito com Deus e permita o Espírito Santo te renovar. Se ligue no céu e em tudo que envolve o nome de Deus e de sua obra. Desperta o dom que há em ti!