Não deixe que seus pés pousem em qualquer lugar

“E soltou um corvo que saiu… – Depois soltou uma pomba … – A pomba, porém, não achou repouso para a planta dos seus pés, e voltou a ele para a arca”. (Gênesis 8.7,8).

Há alguns anos atrás, estava na Universidade Estadual do Rio de Janeiro e, lendo um livro referente ao meu curso de letras, percebi que o autor citara essa passagem de Gênesis, com o propósito de justificar seu argumento de que Deus ao mandar Noé soltar o corvo, houvera desestabilizado uma família, um lar. Trata-se, porém, de um argumento sem fundamento, pois foi Deus quem instituiu a família e sempre se preocupou com a união e segurança da mesma; seu amor foi tão sublime e cheio de misericórdia que, ao perceber que o homem estava andando como ovelha que não tem pastor, desgarrado e mergulhado no mundo de concupiscência, providenciou a solução para o maior problema da humanidade: a remissão dos pecados e com isso, não poupou, nem mesmo seu amado Filho Jesus Cristo, que através de sua morte na cruz, resgatou a salvação de todo aquele que nele crer, bem como proporcionou a família se manter em condição de prosseguir unida e feliz. Deus ao providenciar o escape, para a geração antediluviana, também, pensou na subsistência da família. O corvo só em estar na arca podia se considerar um privilegiado. Noé não soltou somente o corvo, mas a pomba de igual modo e ambos tiveram a mesma missão, a de verificar se as águas haviam baixado. Analisando bem a passagem podemos tirar dezenas de ensinamentos espirituais, entre eles podemos destacar: o corvo é o símbolo do homem carnal e sem compromisso com as tarefas recebidas; a pomba pelo contrário é o símbolo do homem espiritual; aquele, logo encontrou fartura de alimentos, talvez houvesse saturado da comida oferecida na arca. Já a pomba, não encontrou repouso para os seus pés, muito menos alimento sadio, o que lhe fez retornar para a arca (tipo de Cristo, símbolo da igreja e de segurança em Cristo Jesus); ela trouxe até Noé o ramo da oliveira (símbolo da paz). Deus ama a família e quer que ela seja salva e tenha paz entre seus membros. Queridos irmãos em Cristo e diletos leitores, não deixem que seus pés pousem em qualquer lugar, nem que sejam induzidos a comerem qualquer alimento, escolham o melhor pastor e a mais cristalina fonte, como ovelhas de Cristo; se você está se distanciando da arca (Cristo, Igreja), pense bem nas conseqüências, reflita sabiamente e volte logo ao nosso convívio. O salmista disse: alegrei-me quando me disseram: vamos à casa do Senhor (Salmos 122.1). Lembre-se que você é de grande importância para Deus!

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook