“Abraão armou as suas tendas, e veio e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao Senhor” (Gênesis 13.18).

Dentre as árvores mais exuberantes da Palestina, o Carvalho é o que ocupa o primeiro lugar entre elas, principalmente, pela longevidade. De igual modo, o crente fiel, arraigado no temor e na santidade do Senhor, também, terá vida longa, ou melhor, vida eterna com Cristo. O carvalho é uma árvore viçosa por apresentar inúmeras características o que o distingue das demais árvores, tais como: – Altura – ele atinge grandes alturas, até 40 metros, de modo que seus galhos  emolduram uma bela paisagem no céu. O crente por sua vez, “cresce de fé em fé”, diz Paulo, chegando a atingir a “estatura de varão perfeito”. Ele anda com Cristo “nas regiões celestiais”, desfrutando da paz e da segurança que o Senhor lhe proporciona. É necessário que cada um cristão cresça na graça e na sabedoria de Deus; – A qualidade da madeira – o carvalho é madeira de lei, muito forte que tem grandes utilidades. A Bíblia diz que os “amorreus eram fortes como carvalhos” (Amós 2.9). O cristão de igual modo. Este jamais pode se mostrar frouxo na hora da luta, da adversidade e das batalhas da vida. Se há confiança na pessoa de Cristo, então é preciso vencer a batalha. “Aquele ,pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia. Não veio sobre vós tentação senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar” (1 Co 10.12,13). Por ser uma árvore que vive muitos anos, alguns carvalhos da Palestina tem estado solitários em algum ponto geográfico. O servo de Cristo não deve viver solitário, mas em harmonia com os demais membros do corpo de Cristo, procurando através do bom relacionamento fazer um grande trabalho para Deus. O cristão, mas que tudo, precisa aprender a trabalhar para Deus em conjunto com seu irmão, a fim de fazer com que o reino de Deus cresça trazendo salvação aos que creem em Cristo. Abraão gostava de acampar junto aos carvalhos de Manre. Manre significa em hebraico força. O cristão deve andar na força do Senhor e lutar com a força que o Senhor Deus lhe concedeu. Você e eu com templos do Espírito Santo precisamos nos manter firmes na fé, fortes como um carvalho. Como igreja de Cristo temos a obrigação de nos firmarmos cada vez mais, e andar na força do Senhor. Jacó, neto de Abraão, acampou junto aos carvalhos de Siquém. Ele ergueu um altar de adoração a Deus (Gn 35.4). Ali Jacó fez um concerto com Deus; Com isso o Senhor lhe renovou o ânimo e a vida espiritual; aboliu a idolatria e acabou com os adornos de ouro que só serviam para deixar o povo orgulhoso ao ostentarem em luxúria. Deus tem estado feliz com o seu testemunho na igreja e diante dos homens e em seu próprio lar? Deus tem te contemplado e visto a sua renovação e o seu duplo ânimo. Parabéns por isso! Você é rico da Shekinah de Deus e belo como os carvalhos de Basã e de Manre. Jacó sepultou Débora, a ama de Rebeca, sua mãe, debaixo de um carvalho em Betel, cujo nome ele deu de Alom-Bacute (em hebraico, carvalho de lágrimas). Lugar de transformação, pois, Jacó (hb, enganador), teve seu nome trocado para Israel (aquele que luta com Deus). A partir dali Jacó tornou-se outro homem. Há! se todos os cristãos alcançassem essa dádiva! Dádiva de ser a cada dia transformado pelo poder de Deus, certamente, a igreja de Cristo aqui na terra seria outra.