“As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.” (Deuteronômio 29.29).

As coisas encobertas são para o Senhor nosso Deus, porém, as reveladas são para a igreja de Jesus Cristo, Seu Filho. Entre as revelações feitas à Igreja, pelo próprio Jesus, ressalta a maior delas, a de Sua vinda em glória. É dela que nos alimentamos espiritualmente. É através dessa esperança maravilhosa que renasce sempre em nós a certeza de que Jesus voltará, para levar a Sua noiva querida e fazê-la habitar com Ele para a vida eterna nas moradas celestiais, as quais já estão preparadas dede a fundação do mundo: “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mateus 25.34). A esperança é capaz de despertar o viver espiritual: “E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.” (1 João 3.3). Ela também motiva o crente a buscar uma vida de consagração através da fé. Jesus foi bem claro ao falar com Nicodemos: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” (João 3.3). A esperança dinamiza a comunhão com Deus pela surpresa da Sua vinda: “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem” (Mateus 24.27). Sem a comunhão com Jesus não há vida espiritual: “A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração.” (Colossenses 3.16). Deus quer renovar a sua esperança, pois ela é decorrente da salvação: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos” (1 Pedro 1.3). Jamais perca essa esperança em Cristo Jesus.