“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor” (Gálatas 5.13).

Hoje, em todo o Brasil se comemora a data magna da Independência, tão importante para todos nós brasileiros, desde a criancinha de colo até o ancião, pois todos vivem em um pais onde existe a paz e não há guerra e isso graças ao episódio que ocorreu às margens do Ipiranga no ano de 1822, ocasião em que o Príncipe Regente, Dom Pedro, declarou com entusiasmo a Independência do Brasil da coroa portuguesa. Até a presente data o “Grito” de Dom Pedro ecoa nos corações de todos nós brasileiros, dando-nos a certeza de que o Brasil é um país livre e abençoado por Deus. O grito do Príncipe Regente ecoou com grande força e determinação desde o Oiapoque ao Chuí, refletindo na Corte portuguesa que se encontrava na Europa. Até a data de hoje comemoramos a Independência com muito orgulho e não são poucos os movimentos patriotas que se manifestam de Norte a Sul do país, desfilando e cantando o Hino Nacional. Grupos armados desfilam pelas ruas para mostrarem sua gratidão, satisfação e amor, celebrando assim a liberdade de maneira honrosa da nação brasileira. Na data de 7 de setembro, cada brasileiro pode sair de suas casas e fazer tremular a sua bandeira verde e amarela, cores que simbolizam nossas florestas e nossas riquezas. Cada brasileiro pode ir e vir por esse mundo de Deus, porque cada cidadão é livre. Essa liberdade teve um preço altíssimo, pois, muitos deram suas vidas para que hoje pudéssemos dizer: o Brasil é nosso, de nossos filhos e de todo brasileiro. Assim como muitos perderam suas vidas para sermos uma nação livre, também, há muitos séculos atrás, Jesus Cristo, foi morto na cruz do calvário, para que todo aquele que nEle cresse não perecesse mais tivesse a vida eterna. Jesus Cristo veio ao mundo para salva, libertar e restaurar as vidas de todos quantos aceitarem o Plano de Salvação estabelecido por Deus Pai. Ele, na cruz decretou a vitória e a total liberdade do homem, além de aniquilar de uma vez por toda a morte e o pecado. Quem desejar a libertação espiritual, o afastamento da vida de iniqüidade e das derrotas constantes é só crer no nome glorioso de Jesus Cristo. Ele é verdadeiramente o autor e consumador da Fé; Ele é capaz de promover liberdade plena através de Sua Palavra, a Bíblia Sagrada. Quem conhece essa verdade, traduzido por Ele próprio (“…eu sou o caminho e a verdade…”) será de imediato liberto da vida de pecados, obtendo com isso a regeneração da alma, é sem dúvida justificado diante de Deus obtendo com isso a paz. Somando-se a santificação a esses dois pilares da salvação, regeneração e justificação, o homem é plenamente aceito como filho de Deus, passando a pertencer à família de Deus e tendo direitos não somente a vida eterna, mas desfrutar de todos os bens advindos do céu. Hoje, é dia de liberdade, de independência e vida de gozo e paz. Jesus Cristo cravou na cruz a cédula que era contrária as nossas ordenanças, logo, quem crer nEle, como diz as Escrituras rios de águas vivas fluíram na sua alma, dando-lhe real conforto e refrigério pelo Espírito Santo. Deixe Deus invadir hoje seu interior e promover a Independência, para que você não venha a morrer sem salvação.