“Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados,
E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado. Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12.12-14).

Ao olharmos com os olhos espirituais para a noiva de Cristo percebe-se que ela continua firme em seus propósitos de um dia encontrar-se com o noivo que virá buscá-la e a encontrará com ela nos ares com está escrito na primeira epistola de Paulo aos Tessalonicenses: “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.” (1 Ts 4.16,17), porém, há alguns que ainda não tiveram um encontro verdadeiro com o Senhor Jesus, e outros, pela maneira comportamental, não nasceram de novo, de modo que não produzem frutos para o arrependimento e nem dão testemunho de que estão convertidos ao Evangelho de Cristo. A batalha espiritual na vida do cristão deve ser uma constante, porquanto, o inimigo de nossas almas não descansa um só momento e luta 24 horas para derrotar e atrapalhar os projetos intencionados pelos cristãos. Batalha espiritual é a batalha constante que o cristão enfrenta contra as influências do mundo, contra a sua própria natureza adâmica e, principalmente, contra o diabo. Há alguns autores sobre o assunto que dizem que existe três “Erres” no contexto da batalha espiritual, são eles: Reconhecer, Rejeitar e Resistir. Não se vence uma batalha sem primeiro estudar o inimigo e suas estratégias. Quando se conhece as artimanhas e as táticas dele, temos maior condições de derrotá-lo. Quando se Reconhece que a luta, a batalha é uma realidade e não tem como fugir dela, então nos fortificamos na esperança e nas palavras do próprio Cristo que disse: “… E eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos”. Se estivermos na luz e com a vida em plena santificação, certamente, sairemos vencedores nas batalhas que se travarão com o diabo, pois ele só anda em trevas; É preciso Rejeitar, sim, rejeitar tudo que o diabo nos oferece como sendo bom e plausível para a nossa caminhada cristã. Ele mente desde o principio, logo, não podemos acreditar nele, nem aceitar as suas dádivas as quais têm aparência de boas mas são más. O cristão não pode deixar o caminho estreito, logo, deve Rejeitar o caminho largo e as facilidades para se praticar a concupiscência; e por último o cristão deve Resistir o diabo e toda a sorte de tentação, a fim de se manter no caminho da Salvação e ser um vitoriosos nas batalhas espirituais com Cristo. A Bíblia diz: “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós”. Saiba meu amigo e irmão em Cristo que a batalha é frequente, constante, intensa e precisamos de estar em Cristo e viver segundo a sua Palavra.