“O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más” (Mateus 12.35).

O homem precisa descobrir as coisas boas que há dentro de si mesmo. Quantas coisas maravilhosas recebemos diariamente do Senhor? Alguns há que, por alguns momentos enérgicos da vida, e por mergulhar em profundo estado de depreciação de si próprio, acabam desprezando o bom tesouro existente no seu homem interior. Outros se martirizam, lembrando de fatos tristes ocorridos ao longo de sua trajetória de vida. Através da cura interior o homem é curado dessas lembranças doentias e passa a viver uma nova realidade: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já se passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Co 5.17). Todo homem necessita da cura interior. O apóstolo Paulo dizia aos romanos: “Porque o que faço, não o aprovo, pois, o que quero, isso não faço; mas o que aborreço, isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que, agora, já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho, então, esta lei em mim: que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus” (Romanos 7.15-22). Ao mesmo tempo que se procura evidenciar o homem espiritual em potencial, há um outro, o carnal, que procura anular os efeitos bons e positivos desse homem espiritual. “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço”; isto é uma realidade! É preciso que cada um tire do tesouro bom coisas boas, para isso, o âmago do ser, a alma e o coração do homem precisam estar puros e sarados, untados pela unção e a graça do Espírito Santo. Você tem muitas coisas lindas e maravilhosas dentro de você, então, valorize o que você tem. Não permita que Satanás roube as suas virtudes, os seus talentos e a variedade de dádivas que você tem recebido de Jesus desde que o aceitou como Senhor e Salvador de sua vida. Você está distante de Cristo, então, volte logo para os seus braços e pare de sofrer. Deus te ama. Tire coisas boas do seu bom tesouro! Betty Tapscott assim se expressa: “Estou achando que Satanás tem um arquivo organizado com todas as nossas fraquezas, nossos pontos mais “doloridos”, nossos fracassos, temores e sentimentos de rejeição ou de culpa. Ele é o único que nos capacita a lembrar, palavra por palavra, de uma discussão que tivemos. É ele quem está sempre nos recordando que não podemos perdoar determinada pessoa por um sofrimento que ela nos infligiu. Mas ele é um mentiroso! A Bíblia diz o seguinte em Mateus 6.14,15: “Porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens, tão pouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas”. Um lembrete: “E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira fazei-lhes vós também” (Lucas 6.31). Tire coisas boas do seu bom tesouro!