“E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado” (Atos 13.2).

O poder do Espírito Santo é o passaporte necessário para o ganhador de almas para o reino dos céus. Sem o poder do Espírito Santo as dificuldades e as barreiras espirituais aumentam de modo que a evangelização torna-se ineficaz muitas vezes. A responsabilidade de ganhar vidas para o reino de Deus é de cada crente em particular. O apóstolo Paulo chegar a dizer que se trata de uma obrigação: “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” (1 Co 9.16). Ficar comodamente dentro de um templo, alimentando-se das pregações e dos estudos bíblicos e executando algum trabalho talentoso tem se tornado uma prática saudável para muitos, porém, Jesus disse: “Ide e pregai o Evangelho a toda a criatura…”. É preciso sair das quatro paredes do templo e ir em busca das vidas aprisionadas por Satanás, mergulhadas em seus problemas, necessitadas de libertação e cura interior. O verdadeiro segredo do ganhador de almas é o Espírito Santo. Sem Ele não há motivação, nem despertamento. Por si mesmo ninguém é movido para ganhar almas para Cristo. Grande parte dos crentes de hoje estão desmotivados para saírem às ruas, becos e praças para pregarem o Evangelho. É de vital importância buscarmos o poder do Espírito Santo e assim podermos realizar uma grande obra para Deus. O segredo para o ganhador de almas é ser cheio do Espírito Santo.