Eu sou forte!

Uma contribuição do pastor Weisder Barros – Washington,DC

“Forjai espadas das vossas enxadas, e lanças das vossas foices; diga o fraco: Eu sou forte”, Joel 3:10

Aqui onde estou com minha família, Washington,EUA, é uma cidade fantástica, só não é maravilhosa, porque este adjetivo é atribuído ao Rio de Janeiro, ai no nosso Brasil. Washington foi planejada, bem arquitetada, de modo que os que aqui residem estão deveras satisfeitos com a beleza da natureza, pois fauna e flora de unem para tornar o habitar do norte americano mais prazeroso e saudável. Escrevi outro dia sobre o título: “o inverno está chegando”, e o meu pastor Orcélio publicou no boletim semanal da igreja e também no seu blog particular, pois é, o inverno chegou e veio mostrando toda a sua frieza, o que nos fez recorremos ao baú e apanhar de volta as toucas, os casacos e as luvas, porquanto as temperaturas desceram a níveis bem baixos. Ao volante percorro as ruas, e avenidas de Washington, com o coração alegre e voltando-me vez por outra à Bíblia, ao livro de salmos e glorifico a Deus pois o salmista parecia que estava visualizando a capital Norte Americana, Washington, District of Columbia. Um lugar lindo, onde o verde moldura a paisagem e esconde, ou melhor, camufla as casas como se elas pertencessem a uma imensa floresta. Só tenho é que glorificar ao Senhor Deus. Os monumentos são outra realidade extraordinária. Eles fazem os americanos vibrarem de tanto patriotismo. Não vibram com o Super Men, nem com o Homem Aranha, mas com as estátuas de George Washington, Abraham Lincoln, Lyndon Johnson e outros ilustres ex-presidentes. O inverno chegou e o que era verde está coberto de neve, parece que tudo foi coberto de algodão. Faltam-me palavras para descrever o cenário, que provoca alegria em uns e tristeza em outros. Chegou o inverno, tudo está frio, porém, a nossa fé, o nosso estado de espírito, deve permanecer fervoroso, com a ajuda do Espírito Santo. Aleluia! Nesta semana quando falava com o pastor Orcélio comentei sobre as árvores secas por causa do frio; ao terminar a conversa contemplei de forma diferente as árvores ao meu redor e lembrei-me do que li no livro do profeta Joel que diz: “…diga o fraco: Eu sou forte” (Joel 3:10). A mensagem que o Espírito de Deus falou ao meu coração é que, embora, venham as adversidades, simbolizadas pela neve, o frio, a paisagem seca, quase morta, jamais podemos nos entregar a elas, mas pensar no Cristo que venceu todas as lutas pelas quais passou aqui na terra e que ele garante que somos mais do que vencedores, nEle, bastando tão somente ter fé, ao ponto de dizer: Eu sou forte! Quantas vezes me encontro pensativo e em estado de fraqueza, não espiritualmente falando, mas impotente para realizar algo, e quando penso que sou embaixador de Cristo, um representante do céu, então me animo, me empolgo, me ergo, me levanto de modo a prosseguir na minha caminhada cristã, deixando de lado toda a fraqueza e cantando ao Senhor que sou forte. E na verdade, depois que eu nasci de novo, eu sou mais do que vencedor. Hoje, assisti uma reportagem com a americana Madonna Buder que vive em Spokane, aqui no estado de Washington. Ela é uma mulher forte e determinada. Com seus 84 anos ainda faz “triathlon”, o que me deixa motivado para prosseguir avante na caminhada da fé, e com esperança de também chegar lá, com saúde e com Cristo. E você se considera forte? A fraqueza é para ser refletida e se buscar imediatamente a fortificação, a força, o poder, a unção e a fé renovada em Jesus Cristo. São se envergonhe se você estiver passando pelo estado de fraqueza, porquanto, são elas que poderão produzir em cada um de nós a sensação de autoridade e triunfo, em todas as áreas da vida. Paulo, o apóstolo dos gentios um dia exortou aos Coríntios: “…porque, quando sou fraco, então, é que sou forte” (1 Co 12.10). Usando o seu próprio testemunho ele demonstrou a eles que o homem pode sim passar pelo estado de fraqueza, porém, não deve permanecer nele, mas ser um bravo vencedor. Ninguém é forte o tempo todo, e nem fraco a vida inteira. A Bíblia diz: “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena”. (Pv 24.10). Não permita que a fraqueza venha a lhe dominar por mais do que um segundo. Se você se sente fraco, então, corra para os pés de Jesus e Ele lhe dará total vitória. As árvores, aqui no verão são viçosas, mas no inverno cedem a sua beleza e, certamente, são dominada pelo frio intenso, ao ponto de algumas morrerem. Seja forte, pois Deus conta com você para uma grande obra. Não faça de suas dificuldades um túmulo, um velório. É muito comum as pessoas trocarem os seus presentes com defeitos nos primeiros dias do ano. Troque logo a sua fraqueza, a sua tristeza, a sua dificuldade, o seu problema, pelas ofertas graciosas do rei dos reis e senhor dos senhores, Jesus Cristo. Toque logo para você se manter forte durante todo o ano. “… diga o fraco: Eu sou forte”.

Eu sou forte!

Uma contribuição do pastor Weisder Barros – Washington,DC

“Forjai espadas das vossas enxadas, e lanças das vossas foices; diga o fraco: Eu sou forte”, Joel 3:10

Aqui onde estou com minha família, Washington,EUA, é uma cidade fantástica, só não é maravilhosa, porque este adjetivo é atribuído ao Rio de Janeiro, ai no nosso Brasil. Washington foi planejada, bem arquitetada, de modo que os que aqui residem estão deveras satisfeitos com a beleza da natureza, pois fauna e flora de unem para tornar o habitar do norte americano mais prazeroso e saudável. Escrevi outro dia sobre o título: “o inverno está chegando”, e o meu pastor Orcélio publicou no boletim semanal da igreja e também no seu blog particular, pois é, o inverno chegou e veio mostrando toda a sua frieza, o que nos fez recorremos ao baú e apanhar de volta as toucas, os casacos e as luvas, porquanto as temperaturas desceram a níveis bem baixos. Ao volante percorro as ruas, e avenidas de Washington, com o coração alegre e voltando-me vez por outra à Bíblia, ao livro de salmos e glorifico a Deus pois o salmista parecia que estava visualizando a capital Norte Americana, Washington, District of Columbia. Um lugar lindo, onde o verde moldura a paisagem e esconde, ou melhor, camufla as casas como se elas pertencessem a uma imensa floresta. Só tenho é que glorificar ao Senhor Deus. Os monumentos são outra realidade extraordinária. Eles fazem os americanos vibrarem de tanto patriotismo. Não vibram com o Super Men, nem com o Homem Aranha, mas com as estátuas de George Washington, Abraham Lincoln, Lyndon Johnson e outros ilustres ex-presidentes. O inverno chegou e o que era verde está coberto de neve, parece que tudo foi coberto de algodão. Faltam-me palavras para descrever o cenário, que provoca alegria em uns e tristeza em outros. Chegou o inverno, tudo está frio, porém, a nossa fé, o nosso estado de espírito, deve permanecer fervoroso, com a ajuda do Espírito Santo. Aleluia! Nesta semana quando falava com o pastor Orcélio comentei sobre as árvores secas por causa do frio; ao terminar a conversa contemplei de forma diferente as árvores ao meu redor e lembrei-me do que li no livro do profeta Joel que diz: “…diga o fraco: Eu sou forte” (Joel 3:10). A mensagem que o Espírito de Deus falou ao meu coração é que, embora, venham as adversidades, simbolizadas pela neve, o frio, a paisagem seca, quase morta, jamais podemos nos entregar a elas, mas pensar no Cristo que venceu todas as lutas pelas quais passou aqui na terra e que ele garante que somos mais do que vencedores, nEle, bastando tão somente ter fé, ao ponto de dizer: Eu sou forte! Quantas vezes me encontro pensativo e em estado de fraqueza, não espiritualmente falando, mas impotente para realizar algo, e quando penso que sou embaixador de Cristo, um representante do céu, então me animo, me empolgo, me ergo, me levanto de modo a prosseguir na minha caminhada cristã, deixando de lado toda a fraqueza e cantando ao Senhor que sou forte. E na verdade, depois que eu nasci de novo, eu sou mais do que vencedor. Hoje, assisti uma reportagem com a americana Madonna Buder que vive em Spokane, aqui no estado de Washington. Ela é uma mulher forte e determinada. Com seus 84 anos ainda faz “triathlon”, o que me deixa motivado para prosseguir avante na caminhada da fé, e com esperança de também chegar lá, com saúde e com Cristo. E você se considera forte? A fraqueza é para ser refletida e se buscar imediatamente a fortificação, a força, o poder, a unção e a fé renovada em Jesus Cristo. São se envergonhe se você estiver passando pelo estado de fraqueza, porquanto, são elas que poderão produzir em cada um de nós a sensação de autoridade e triunfo, em todas as áreas da vida. Paulo, o apóstolo dos gentios um dia exortou aos Coríntios: “…porque, quando sou fraco, então, é que sou forte” (1 Co 12.10). Usando o seu próprio testemunho ele demonstrou a eles que o homem pode sim passar pelo estado de fraqueza, porém, não deve permanecer nele, mas ser um bravo vencedor. Ninguém é forte o tempo todo, e nem fraco a vida inteira. A Bíblia diz: “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena”. (Pv 24.10). Não permita que a fraqueza venha a lhe dominar por mais do que um segundo. Se você se sente fraco, então, corra para os pés de Jesus e Ele lhe dará total vitória. As árvores, aqui no verão são viçosas, mas no inverno cedem a sua beleza e, certamente, são dominada pelo frio intenso, ao ponto de algumas morrerem. Seja forte, pois Deus conta com você para uma grande obra. Não faça de suas dificuldades um túmulo, um velório. É muito comum as pessoas trocarem os seus presentes com defeitos nos primeiros dias do ano. Troque logo a sua fraqueza, a sua tristeza, a sua dificuldade, o seu problema, pelas ofertas graciosas do rei dos reis e senhor dos senhores, Jesus Cristo. Toque logo para você se manter forte durante todo o ano. “… diga o fraco: Eu sou forte”.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook