Faça cisternas no vale e verás o milagre de Deus – parte III

“E disse: Assim diz o Senhor: Fazei neste vale muitas covas.
Porque assim diz o Senhor: Não vereis vento, e não vereis chuva; todavia este vale se encherá de tanta água, que bebereis vós, o vosso gado e os vossos animais.” (2 Reis 3.16,17).

Desde o dia 22 deste mês que venho publicando neste blog mensagens com este mesmo título de modo que o amado leitor possa refletir e se edificar, assim como eu mesmo tenho me consolado. Espero que a mensagem lhe ajude a realizar melhor a obra do Senhor, bem como possa promover o seu crescimento na graça e no conhecimento de Deus. O homem que almeja o episcopado ou já o tenha alcançado, mas deseja mergulhar nas águas profundas do Rio de Deus, deve cavar poços bem fundos e esperar o milagre. Jesus quando quis ensinar os seus discípulos a crescerem na fé, os levou para o mar alto. Lá nas águas profundas do mar da Galiléia, longe da multidão e do porto seguro, ele os ensinou começando de Abrãao, Isaque, Moisés, etc. Os que com Ele estavam no barco ficaram tão maravilhados que obedeceram-lhe e lançaram as redes nas águas profundas e a surpresa foi grande, apanharam enormes peixes, e quase foram a pique. Talvez você esteja no vale de Zefatá e Deus diz que vai encher covas feitas por você. Zefatá significa em hebraico “torre de vigia”. Aqui neste vale aprendemos que o homem de Deus tem que confiar no Senhor. Há pelejas em nossas vidas que devemos confiar somente no Senhor. O rei Asa contava somente com 580 mil soldados e seria impossível derrotar Zerá, o etíope, que possuia cerca de 1 milhão de soldados e 300 carros de guerra. Querido leitor, quando olhamos para o homem ou as fortificações e equipamentos bélicos, trememos, ficamos com medo e ali mesmo se inicia a derrota. Davi não olhou para o tamanho do soldado Golias, nem para o peso de sua espada e escudo e nem para o exército dos filisteus, ele tão somente confiou em Deus. Jeosafá, rei de Judá obedeceu ao Senhor e tirou o seu exército da frente da batalha e colocou os cantores, os levitas, e Deus ganhou a batalha por eles. Zerá chegou a Maressa, ao vale de Zefatá como favorito, mas o rei Asa clamou ao Senhor e disse: “…Senhor, nada é para ti ajudar, quer o poderoso quer o de nenhuma força; ajuda-nos, pois, Senhor nosso Deus, porque em ti confiamos, e no teu nome viemos contra esta multidão. Senhor, tu és nosso Deus, não prevaleça contra ti o homem. E o Senhor feriu os etíopes diante de Asa e diante de Judá; e os etíopes fugiram. E Asa, e o povo que estava com ele os perseguiram até Gerar, e caíram tantos dos etíopes, que já não havia neles resistência alguma; porque foram destruídos diante do Senhor… saquearam todas as cidades, porque havia nelas muita presa. Também feriram as malhadas do gado; e levaram ovelhas em abundância, e camelos, e voltaram para Jerusalém” (2 Crônicas 14:11-15). Deus é o Deus que ganha para nós toda e qualquer causa impossível. Construa hoje mesmo a sua cisterna no vale de Zerá e espere o milagre. Você poderá me dizer hoje, pastor Orcélio, a minha cisterna está construída, porém em outro vale e ela não está inteira, mas rachada, ela é uma cisterna rota: “Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas” (Jeremias 2.13). Repare imediatamente a sua cisterna, ou seja, sua vida. Pinha em ordem a tua casa, hoje mesmo. As águas vão descer do céu e as covas cavadas por você irão se encher: a família, seu ministério, seu trabalho, seus sonhos, seus projetos, seus desejos, etc.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook