A loucura da Salvação foi a razão que Deus encontrou para salvar o homem

“Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprove a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação” (1 Coríntios 1.21).

Paulo é bem enfático ao afirmar que o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, mas o próprio Senhor para salvar o homem que se havia perdido teve que usar as armas que havia no mundo para resgatar novamente o ser criado a si e tudo foi conduzido pela loucura da pregação. Não foi a sabedoria desse mundo perdido, mediante a ciência, a arte, a filosofia e a medicina que o homem encontrou argumento para crer em Deus. A Salvação proposta por Deus para que o homem voltasse para Ele e obtivesse a vida Eterna aconteceu quando o Plano de Salvação divino foi executado na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo, o Messias. Jesus veio ao mundo, morreu na cruz e ressuscitou ao terceiro dia para dá ao homem a certeza de que Deus existe e que estava interessado em dá a todos, as condições para se alcançar a vida Eterna. Confirmando assim todas as profecias e promessas contidas na Palavra de Deus, restando a toda a humanidade, somente o reconhecimento desse plano salvítico e aceitá-lo através de Jesus o Filho Unigênito do Pai. A Palavra de Deus para os que não conhecem esse Plano, na verdade parece loucura: “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” (1 Co 1.18). Por que muitos perecem? Porque não conseguem enxergar a verdade do Evangelho. São sábios segundo o mundo, que procuram entender e analisar a Palavra de Deus, pelo plano material, e o a mensagem da cruz, o Evangelho de Cristo contém mistérios que não são revelados aqueles que debocham do Senhor. O homem natural não entende as coisas espirituais. Deus colocou todas as coisas e as encerrou debaixo do pecado para que a solução fosse revelada mediante a fé pela graça de Cristo. Tito disse: “Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens, ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo.” (Tito 2.11-13). O Senhor Jesus Cristo veio ao mundo com o Plano de Salvação traçado desde a eternidade, embora não fosse conhecido de nenhuma criatura. O rico não pode comprá-lo com a sua riqueza, o sábio segundo o mundo não pode descobri-lo através do conhecimento e os fortes não o podem alcançá-lo pela força, porquanto, ele é revelado quando o homem se aproxima de Deus por fé, crendo que Ele existe e é galardoador dos que o buscam e o amam. O apóstolo Pedro escreveu: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, o qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós.” (1 Pedro 1.18-20). A loucura da Salvação foi a razão que Deus encontrou para salvar o homem, visto que o mundo se encontrava perdido desde a queda do “querubim ungido” mergulhado em densas trevas, e os homens perdidos desde a queda de Adão. Foi Jesus que veio executar esse plano glorioso de Deus. Com este plano executado e cumprido, agora o homem pode ser salvo, bastando crer no Senhor Jesus Cristo e sendo salvo ele e a sua própria casa. Aleluia!

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook