“Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois; Então começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas. E ele vos responderá: Digo-vos que não vos conheço nem sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniqüidade.” (Lucas 13.25-27).

Nos dias em que vivemos é muito comum se ouvir falar que alguém bateu a porta na cara do outro. Deve ser uma experiência bastante constrangedora para quem fica do lado de fora. É sem dúvida um desprezo e falta de amor cristão ao semelhante que bate a porta. Lemos nas Escrituras que Jesus, hoje é quem bate à porta do coração do homem. Dos necessitados, desesperados, em profunda angústia e abatimento espiritual. O próprio Senhor é que está procurando as ovelhas perdidas para que elas voltem ao aprisco, se reconciliem com Deus, reconheçam o sacrifício feito por Jesus na cruz do Calvário, enfim, o Senhor está batendo à porta do coração na esperança de que os que estão distante do Seu caminho, retornem à Casa de Oração e ali sejam reconciliados: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Ap 3.20). Quando não atendemos ao chamado de Deus e ignoramos o toque do Seu Espírito Santo para despertarmos e abrirmos a porta para cear com Ele e com Ele manter uma comunhão mais profunda e íntima, certamente, batemos a porta no rosto de Deus. Hoje, essa atitude é realizada com frequência, porém, um dia, Deus baterá a porta no rosto de todos aqueles que estiverem longe de seus caminhos; todos aqueles que não estiverem preparados para reinar com Ele em glória: “E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta. E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos. E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.” (Mt 25.10-12). Aproveite a oportunidade para abrir a porta de seu coração ao primeiro toque do Espírito Santo. Não postergue essa oportunidade de receber a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador Eterno. Não bata a porta no rosto de Deus!