“Não sabeis que sois o santuário de Deus; que o Espírito de Deus habita em vós?” (1 Coríntios 3.16).

O apóstolo Paulo ao escrever sua primeira carta aos coríntios, ele procura enaltecer eu e você, nos colocando numa posição bastante elevada diante dos homens e também do Senhor. Ele faz questão de afirmar que eu e você somos cooperadores, lavoura e edifício de Deus: “Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus”. Jesus nos salvou para sermos seus cooperadores na obra da evangelização. Ele mesmo disse: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho…”. Evangelizar na atualidade no Oriente Médio e norte da África está sendo um desafio mortal, pois há uma investida satânica tremenda para acabar com a difusão do evangelho naquele mundo, principalmente, onde o islamismo está enraizado e exerce forte domínio entre os povos. Você e eu somos santuário do Senhor e se o Espírito Santo habita de fato em nós, então, somos chamados também de Igreja de Cristo, a qual foi fundada e edificada sobre a Pedra de Esquina, a Pedra Principal, Jesus Cristo. Ele, na verdade é o autor e consumador da fé cuja obra redentora foi efetuada no Calvário. O escritor aos Hebreus escreve: “Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.” (Hebreus 12.2). Você e eu somos a Igreja de Cristo, logo, corpo ou edifício espiritual, santuário para a morada do Altíssimo, habitação do Seu Espírito Santo. Paulo confirma isso: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (1 Coríntios 6.19). Ai está o segredo, você e eu fomos resgatados do mundo por um bom preço, um sacrifício que envolveu sangue inocente, do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo: Jesus Cristo, o Justo! Na criação Deus fez o homem perfeito, mas a desobediência, o pecado o afastou do autor da criação. Inconformado com essa separação, o Senhor enviou a Jesus Cristo, Seu único Filho, não somente para iluminar o caminho do homem, mas também para ajuntar num só corpo os Seus filhos, perdoando-lhes as iniquidades, habitando no novo santuário, e chamando-lhes de Igreja, Corpo de Cristo. Faça de tudo para que a obra que você realiza como salvo em Cristo permaneça e dê muito frutos, a fim de que você, naquele Dia, possa receber galardão. Se a obra que você estiver edificando não está sendo do agrado do Senhor, você sente que falta unção no que você está executando, então, é melhor parar e se voltar urgentemente para o Senhor. É perigoso entristecer o Espírito Santo e também destruir o santuário dEle, você mesmo: “Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.” (1 Coríntios 3.14-17). Saiba que você e eu somos santuário de Deus, para uso do Espírito Santo!