“E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba” (João 7.37).

O rio denominado perene é aquele em que há sempre água fluindo em seu leito. Suas águas não desaparecem durante a seca, ele vive eternamente. O Jesus o qual a igreja espera é esse mesmo que um dia disse a mulher samaritana, junto ao poço de Jacó: “… Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” (João 4.13-14). Jesus é a água viva que satisfaz a alma do homem. “A água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna”, aleluia! É esse Jesus que preenche o vazio, a sequidão do homem interior. Somente Ele é capaz de proporcionar a verdadeira alegria no coração do ser criado. Jesus é água cristalina, cujo propósito maior é purificar a alma e dar a pessoa condições de viver bem nesta vida tão atribulada. Vejamos o que diz o profeta Ezequiel: “Então aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis. E habitareis na terra que eu dei a vossos pais e vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus.” (Ezequiel 36.25-28). A água que foi espargida sobre o homem para lhe purificar é sem dúvida a “Água da vida”, Jesus Cristo que, na cruz do Calvário consumou a obra redentora. Foi Ele para a glória e enviou o Seu Espírito Consolador o qual faz o homem andar conforme os estatutos de Deus e também guardá-los no coração para não pecar contra o Senhor. Essa água maravilhosa é a fonte de vida, é a fonte de salvação para todos nós. O profeta messiânico já dizia: “Eis que Deus é a minha salvação; nele confiarei, e não temerei, porque o Senhor Deus é a minha força e o meu cântico, e se tornou a minha salvação. E vós com alegria tirareis águas das fontes da salvação.” (Isaías 12.2-3). Jesus é o Ribeiro perene, cujas águas jorram em abundância para a vida Eterna.