“Estou abrindo mão de tudo…!”

“E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens. E, levando os barcos para terra, deixaram tudo, e o seguiram.” (Lucas 5.10,11).

A frase do título, em lide, foi proferida por uma jovem crente, depois de uma crise de “stress”, quando ela avaliou tempestivamente, o seu momento de vida e devido as dificuldades que enfrentava em várias áreas de sua jornada cristã. Procurando o seu pastor, ela resolveu desabafar dizendo-lhe: “estou abrindo mão de tudo…!”. Na verdade, a referida moça disse para o seu pastor que não desejava mais cumprir com as obrigações de crente e nem tão pouco gostaria de participar das atividades da igreja e que estava colocando à disposição do líder todas as suas funções e automaticamente, também, encerrando seus compromissos com a comunidade evangélica da qual era membro. Num gesto rápido, ela entregou ao ministro do evangelho o seu cartão de filiação. Ela abriu mão de tudo que houvera conquistado desde quando aceitou a Cristo como Salvador. Assim como essa jovem procedeu, tem ainda hoje, muitos cristãos procedendo de igual maneira. Outros há que nem se quer dão satisfação ao pastor, simplesmente abandonam suas missões e desaparecem mundo à fora. A passagem bíblica acima relata um episódio de alguns pescadores que, após passarem à noite toda sem nada conseguirem pescar, aceitaram o convite de Jesus para entrarem nos bascos novamente se fazerem ao mar alto. Depois de ouvirem o sermão do Mestre da Galiléia, lançaram as redes na água e apanharam muitos peixes grandes, porém, quando chegaram em terra deixaram tudo e seguiram ao Senhor, a fim de serem pescadores de homens. Dois fatos totalmente antagônicos. O primeiro de alguém que deixou tudo para seguir os prazeres do mundo. Uma jovem que optou em deixar a igreja, a fé e suas atividades que tão bem exercia. O outro registro, comovente e edificante, vemos Jesus Cristo despertando os desanimados pescadores que passaram uma noite inteira pescando sem nada apanharem. Porém, Jesus consegue motivá-los a voltarem para o mar e ali os fez lançarem as redes e a surpresa foi grande quando eles viram que apanharam enormes peixes. Aqueles pescadores voltaram felizes e cheios de fé. Eles estavam tão felizes que aceitaram ao convite de Jesus para serem seus discípulos e pescadores de homens. O relato do evangelho é bem claro: “…disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens. E, levando os barcos para terra, deixaram tudo…(os barcos, os peixes, os amigos; Tiago e João ao seu pai Zebedeu, etc) e seguiram a Jesus.” . Foi isso que aconteceu, deixaram tudo e se tornaram discípulos e apóstolos de Cristo.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook