Duas varas, duas bênçãos!

“Eu, pois, apascentei as ovelhas da matança, as pobres ovelhas do rebanho. Tomei para mim duas varas: a uma chamei Graça, e à outra chamei União; e apascentei as ovelhas.” (Zacarias 11.7).

Como pastor de um rebanho em crescente desenvolvimento, tanto espiritualmente como em número, porquanto, a obra de Deus não estaciona e nem recua, mas prossegue marchando e subindo em direção a mansão celestial, posso com segurança afirma que, apascentar as ovelhas de Cristo com essas duas varas, a da Graça e a da União, é algo maravilhoso e salutar. O profeta Zacarias falou dessas duas varas. Um ele chamou de “Graça” e a outra ele chamou de “União”. Ambas, são de preciosa valia nestes dias de turbulência em todos os sentidos do contexto da vida. A graça de Deus é fundamental para que o curso da vida seja amplamente visitado pelo Espírito Santo. A união, é o segredo do sucesso, da vitória, em fim, “Poderão andar dois juntos se não estiverem de acordo”, diz Amós 3.3. A graça de Deus foi muito importante na experiência da igreja primitiva e até hoje ela é a responsável pelo clima de harmonia e gozo no seio da Igreja de Cristo. A graça nada mais é do que o favor imerecido de Deus. O homem por sua desobediência e pecados afastou-se da presença excelsa do Senhor, porém, mesmo afastando-se como ovelha que não tem pastor, Deus saiu mais uma vez em busca do homem fugitivo, ao ponto de dar o Seu único Filho Jesus Cristo para morrer na cruz para a remissão de pecados, ou seja, colocando mais uma vez o homem no caminho da salvação. A graça, também, nos aceita como pertencentes à família de Deus e supre o cristão de poder e firmeza na fé, proporcionando o viver em plena união na vida cristã. A graça de Deus é quem ajuda o homem cristão a vencer os desafios que surgem no seu dia a dia. Essa graça é tão gloriosa que tranqüiliza e fortalece a todos que estão enfrentando lutas e provações, não os permitindo naufragar na fé. Na verdade essas duas varas: Graça e União, são sem dúvida duas bênçãos para quem quer levar à sério o seu ministério pastoral e ser bem sucedido na vida cristã. O salmista assim se expressa quanto à união: “Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre.” (Salmos 133.1-3). Viva em União, viva debaixo da Graça!

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook