“E reparou o altar do Senhor, que estava quebrado” (1 Reis 18.30).

Eu sou facinado pela história do profeta Elias. Homem simples, destemido que soube valorizar a sua chamada de modo que o Senhor Deus lhe arrebatou para estar com Ele nos céus. Depois que Elias, o tisbita fez um reparo no altar que se oferecia holocausto ao Senhor, Deus lhe respondeu com fogo do alto. O fogo desceu ali no Carmelo de modo que todos viram o milagre material com efeito glorioso no contexto espiritual. Elias orou a Deus com um coração arrependido e sincero. O povo presenciou a ousadia do profeta diante dos profetas de Baal. A oração ainda se constitui na chave do verdadeiro despertamento. Nos dias posteriores a ascensão de Cristo ao céu, os apóstolos e alguns discípulos do Mestre estavam bastante preocupados, tristes, mas esperançosos que as promessas feitas por Cristo iriam se cumprir. E no dia em cumpriu-se o Dia de Pentecostes, eles estavam no mesmo lugar e foram cheios do Espírito Santo, foram despertados e não cessaram mais de pregar a Palavra de Deus a toda criatura: “E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.” (Atos 2.37-39). Uma plataforma limpa e pura, voltada para a contínua oração e consagração, é tudo que o Espírito Santo necessita para operar. Não adianta que o Espírito do Deus vivo não atuará num coração impuro, ímpio e cheio de perversidade e maldade de toda a ordem. O Espírito Santo busca oportunidade para fazer morada no coração do homem, porém, quem dá o pontapé para preparar o ambiente, o tempo do Espírito Santo é o próprio homem. Veja o que diz o salmista: “Senhor, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração” (Sl 15.1,2). Quando se fala a verdade, fala-se do que o coração está cheio. Se você deseja que o fogo de Deus desça sobre você, arda o seu coração, então fale a verdade. Faça um reparo eficaz em sua própria vida, no seu altar. Quando o fogo desce do Céu, todas as coisas aqui na terra mudam. Você será alcançado por uma grande transformação!

 

“E reparou o altar do Senhor, que estava quebrado” (1 Reis 18.30).

Eu sou facinado pela história do profeta Elias. Homem simples, destemido que soube valorizar a sua chamada de modo que o Senhor Deus lhe arrebatou para estar com Ele nos céus. Depois que Elias, o tisbita fez um reparo no altar que se oferecia holocausto ao Senhor, Deus lhe respondeu com fogo do alto. O fogo desceu ali no Carmelo de modo que todos viram o milagre material com efeito glorioso no contexto espiritual. Elias orou a Deus com um coração arrependido e sincero. O povo presenciou a ousadia do profeta diante dos profetas de Baal. A oração ainda se constitui na chave do verdadeiro despertamento. Nos dias posteriores a ascensão de Cristo ao céu, os apóstolos e alguns discípulos do Mestre estavam bastante preocupados, tristes, mas esperançosos que as promessas feitas por Cristo iriam se cumprir. E no dia em cumpriu-se o Dia de Pentecostes, eles estavam no mesmo lugar e foram cheios do Espírito Santo, foram despertados e não cessaram mais de pregar a Palavra de Deus a toda criatura: “E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.” (Atos 2.37-39). Uma plataforma limpa e pura, voltada para a contínua oração e consagração, é tudo que o Espírito Santo necessita para operar. Não adianta que o Espírito do Deus vivo não atuará num coração impuro, ímpio e cheio de perversidade e maldade de toda a ordem. O Espírito Santo busca oportunidade para fazer morada no coração do homem, porém, quem dá o pontapé para preparar o ambiente, o tempo do Espírito Santo é o próprio homem. Veja o que diz o salmista: “Senhor, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração” (Sl 15.1,2). Quando se fala a verdade, fala-se do que o coração está cheio. Se você deseja que o fogo de Deus desça sobre você, arda o seu coração, então fale a verdade. Faça um reparo eficaz em sua própria vida, no seu altar. Quando o fogo desce do Céu, todas as coisas aqui na terra mudam. Você será alcançado por uma grande transformação!