“E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo-o deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tem homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda” (João 5.5-8).

A agenda de Jesus Cristo sempre foi cheia. Ele tinha momentos para conversar com Deus, buscar orientação do Pai, orar para obter poder, graça e unção para o seu ministério terreno. Não havia espaço em sua agenda para o entretenimento, mas havia ali alguns eventos sociais, como foi o seu comparecimento a um casamento em Canã da Galileia, ocasião em que foi muito solicitado, pois faltou vinho e Ele mandou encher as talhas de água e as transformou no melhor e mais saboroso vinho já visto na face da terra (João 2). Mesmo repleta de itens a serem executados, a agenda de Jesus tinha e tem até hoje espaço para o perdido pecador (Lc 19); para os cegos (Lc 18.35-43); para os surdos-mudos (Mc 7.31-37); para a mulher que sofria de hemorragia crônica (Mt 9.18-26); para os paralíticos e aleijados (Mt 12.9-14, Lc 5.17-26); para os leprosos (Lc 5.12-16); para os acometidos de febre (Mt 8.14-15); para os oprimidos pelo Diabo (Mt 8.5-13) e, também, para quem já havia morrido, porquanto, Ele os ressuscitava (Lc 8.49-56, 7.11-17, Jo 11.1-44). A agenda de Jesus era realmente cheia, mas Ele cumpria todos os compromissos ali agendados com disposição e amor. A cada evento cumprido, era motivo de muita alegria por parte de quem era alcançado por seus favores. Sua agenda era preenchida com muito amor. Quando ele foi cumprir mais um de seus compromissos, justamente ali em Betesda, próximo ao tanque que havia na cidade, onde se concentravam inúmeras pessoas precisando de ajuda imediata, de um milagre. Eles tinham uma crença e, por acreditarem nela, não perceberam que Jesus estava presente no recinto e que poderia ter agendado a todos para os abençoar. Eram pessoas carentes de cura, libertação, salvação e transformação no corpo, na alma e no espírito. Eles preferiram olhar para o tanque e crer em invenções a olhar para alguém que tem o poder para tirar e também dar a vida, Cristo. Jesus se dirigiu, exclusivamente, àquele homem moribundo, 38 anos paralítico e sofredor, pois ele estava assinalado na agenda do Mestre de Nazaré que fez com que ele tirasse os olhos do tanque e os pusesse nEle. Enquanto o paralítico procurava argumentar sobre o tanque e o fitava em busca da agitação das águas por um anjo, não era abençoado. O milagre só aconteceu quando ele olhou para Jesus esquecendo-se do tanque. Então, os seus olhos espirituais se abriram e ele foi curado recebendo em complemento a bênção da salvação, ou seja, o paralítico valorizou a visita de Cristo, creu nEle e alcançou o perdão. Como é maravilhoso quando estamos na agenda do Senhor! Na agenda de Jesus constava aquele evento em Betesda. O fato não foi uma coincidência, mas um propósito de Deus para que o nome de Cristo fosse exaltado e glorificado na vida do paralítico. A agenda de Jesus até hoje é cheia de atividades. Quem preenche a agenda é você, sou eu que, através das orações e consagrações, assinalamos o que desejamos que Ele faça por nós e em nós. No passado, Ele veio para cumprir o que dEle estava escrito e sua agenda foi preparada pelo próprio Pai. Hoje, sua agenda continua recebendo os itens a serem executados pelo Espírito Santo, conforme os pedidos, as insistentes necessidades de cada cristão. O Espírito Santo é o responsável pelo cumprimento dessa agenda e atenderá sempre que o evento estiver em conformidade com a vontade do Filho Unigênito. Faça com que seu nome, sua causa, seus problemas constem da agenda de Cristo. Saiba que “Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente” e está sempre pronto para atender a todos os que o buscam em espírito e em verdade.

Seu nome está na agenda de Cristo? Se sim, então aguarde com paciência a v