“Assim, toda árvore boa produz bons frutos e toda árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo” (Mateus 7.17-19).

“Se o fruto não é bom, não adianta somente jogá-lo fora, mas é preciso se arrancar toda a árvore”. Essa frase, a ouvi de uma pessoa muito querida quando a visitei neste verão de 2015 na cidade de Washington,DC. Após uma rápida leitura bíblica, verifiquei que há relação com a Bíblia vi que a pessoa tinha razão.Jesus Cristo no Sermão do Monte, ensinou aos Seus discípulos sobre vários assuntos não se esquecendo de comentar sobre os falsos profetas, os quais não se apresentam com as suas indumentárias costumeiras, mas veem vestidos como ovelhas, todavia o interior deles são como lobos devoradores.Jesus expressa a Sua preocupação com os Seus discípulos, pois os achava simples como as pombas, enquanto deveriam ser astutos como as serpentes. Só haveria um meio de detectar esses falsos mestres e cristo alertou: “Por seus frutos os conhecereis. Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?” (Mt 7,16). É isso mesmo através das atitudes e atos que eles praticam.Arrancar a árvore pela raiz parece uma ação radical e brutal, mas é a única maneira de cortar totalmente o mal. Não adianta esperar a próxima estação para se colher bons frutos. Jesus orienta dessa forma é porque Ele nos orienta com total sabedoria.O homem que vive no pecado e que não produz bons frutos em seu caráter, é preciso morrer para o mundo. Somente desta forma, através do novo nascimento, em Cristo é que ele poderá ser uma nova criatura e dar bons frutos. O vigor do caráter, como bem expressou o experiente Presidente em lide, é a marca registrada de um homem bom, que produz bons frutos e ama a sua salvação.Arrancar a árvore pela raiz é a verdadeira atitude a ser tomada, porém, quando assim proceder, cuidado para não arrancar as demais árvores que estão ao redor.