“Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (João 10.11).

Jesus é o bom Pastor. Ele é também o Eterno Salvador, pois deu a Sua vida por resgate de todo aquele que crer em Seu maravilhoso nome. Jesus em seus sermões um dia falou assim: “E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.” (Mt 18.3). Devemos ser como as crianças se quisermos entrar no céu. Devemos ser ovelhas simples e humildes, sempre reconhecendo que o pastor do rebanho é maior que as ovelhas. Com ele está a responsabilidade de conduzir o rebanho, bem como de suprir todas as necessidades e dá conforto, carinho e segurança. Quando a ovelha procura ser maior que o pastor, algumas coisas acontecem: – ela com essa atitude quer sempre chegar primeiro aos campos verdejantes e ao ribeiro de águas vivas na frente das demais ovelhas e muito antes do condutor e guia, ou seja, do próprio pastor. Ela se acha a “ovelha”. Ela se considera forte e não tendo necessidade de ser guiada, pastoreada ou mesmo conduzida ao lugar seguro. Esse tipo de ovelha despreza o apoio e o consolo da vara e do cajado conforme o salmista Davi se expressa: “Ainda que eu siga pelo vale das sombras da morte, nada temerei, pois tu estarás comigo; Teu cajado e teu bordão me darão apoio e conforto” (Sl 23.4); – ela quer a atenção do pastor somente para ela. Fica deveras triste e aborrecida quando o guia deixa de reconhecer um possível ato bom feito por ela. É o tipo de ovelha que não sabe viver sem o elogio, o reconhecimento imediato e dedicação exclusiva. Esse tipo de ovelha traz consigo o orgulho e a soberba. A Bíblia a chama de “ovelha gorda”: “A perdida buscarei, e a desgarrada tornarei a trazer, e a quebrada ligarei, e a enferma fortalecerei; mas a gorda e a forte destruirei; apascentá-las-ei com juízo.” (Ez 34.16). – a ovelha que se acha maior que o pastor é uma ovelha solitária. Ela não aceita companhia, tem poucos amigos, não é de muito sorrir, tem sempre algo para reclamar, não gosta de rotina, de doutrina, de ser liderada e de ser exortada. Trata-se de uma ovelha diferente, que a Bíblia chama de enferma: “… a quebrada ligarei, e a enferma fortalecerei…” (Ez 34.16). Deus não despreza essa ovelha, pois ela é um tipo que precisa de ajuda. Ela é necessitada e o pastor, geralmente, a leva em seus ombros. Poderia citar vários tipos de ovelhas e evidenciar seus atos e atitudes para serem maiores que o pastor, mas deve encerar por aqui com a seguinte pergunta: que ovelha somos nós no rebanho de Deus? somos uma ovelha humilde ou orgulhosa? Somenos menor ou maior que o pastor?