“A luz dos olhos alegra o coração, a boa notícia fortalece os ossos.” (Provérbios 15.30).

A Palavra de Deus é fantástica, edificante, comovente, eletrizante, formidável, alimentadora de alegria, felicidade e paz. Hoje, eu acordei encantado com essa palavra em Provérbios, é por isso que até fiz uma excelente caminhada no Parque, porque meus ossos estão fortalecidos, graças a boa noticia procedente das Escrituras Sagradas. “Como água fresca para a alma cansada, tais são as boas novas vindas da terra distante.” (Pv 25.25). Essa palavra deixa o homem esperançoso, motivado e cheio de ânimo para tocar o rebanho, conduzir o barco e prosseguir na caminhada de fé. A Palavra de Deus é remédio para a alma cansada e abatida pelos problemas da vida. Tomar ciência de que a igreja está sadia, avançando unida e edificada no fruto do Espírito Santo: “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gl 5.22), é um bálsamo para o homem interior. Uma boa notícia é capaz de levantar o mais triste dos homens. Certa vez o patriarca Jacó, filho de Isaque, estava atravessando, talvez, a fase mais crítica de sua vida, devido a notícia péssima que seus filhos haviam trazido: “José foi morto por uma besta fera”. A partir de então Jacó não foi mais o mesmo, porém, um dia ele soube que José estava vivo e quando ele viu a prova, a carruagem do Governador do Egito, o seu espírito reviveu, se alegrou e novamente a esperança, a fé e o gozo passaram a fazer parte de sua vida: “Então lhe anunciaram, dizendo: José ainda vive, e ele também é regente em toda a terra do Egito. E o seu coração desmaiou, porque não os acreditava. Porém, havendo-lhe eles contado todas as palavras de José, que ele lhes falara, e vendo ele os carros que José enviara para levá-lo, reviveu o espírito de Jacó seu pai.
E disse Israel: Basta; ainda vive meu filho José; eu irei e o verei antes que morra.” (Gn 45.26-28). Reviveu o espírito de Jacó, graças a uma boa notícia. Eu e você precisamos proclamar as Boas Novas de paz. Precisamos falar ao mundo perdido de então que Jesus Cristo é o mesmo e está sempre pronto para abençoar as pessoas, salvar vidas e curar os enfermos, bem como libertar os cativos e oprimidos pelo Diabo. Há benção para quem assim procede: “Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!” (Is 52.7). Não vamos permitir que as más noticias abalem e tire a paz das pessoas. Não podemos nos calar e deixar os necessitados, aflitos e sem esperança morrerem sem uma boa notícia. Vamos fazer como os quatro leprosos de Samaria: “Então disseram uns para os outros: Não fazemos bem; este dia é dia de boas novas, e nos calamos; se esperarmos até à luz da manhã, algum mal nos sobrevirá; por isso agora vamos, e o anunciaremos à casa do rei.” (2 Rs 7.9). Se nós temos as palavras de vida eterna e somos abençoados por Deus, então vamos transmitir boas noticias. A boa noticia é aquela que fala de paz, amor, alegria, perdão, salvação, gozo, etc. É sem dúvida a mensagem que fala de Cristo Jesus.