Quem duvida vai para o fundo…

“Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, me salva. E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o e disse-lhe: homem de pequena fé, por que duvidaste?” (Mateus 14.30,31).

Na vida algumas coisas dão certas, outras, dão erradas. Jesus coloca o cristão na medida ideal da fé, na posição de crer, de confiar, ao ponto de se tornar um vitorioso. O que aconteceu com o apóstolo Pedro, nos faz pensar melhor sobre a fé e a dúvida. Ou a pessoa tem fé ou não tem. A dúvida põe todos os projetos de vida por água abaixo, ou seja, se ela entra no coração do homem é porque a fé foi embora. O que saiu errado quando Pedro decidiu descer do barco e ir na direção de Jesus, que andava por sobre o mar da Galiléia?  A hora era bastante avançada, entre 3 e 6 horas da manhã, ou seja, era a 4ª vigília da noite. O judeu dividia a noite em pelo menos quatro períodos de 3 horas cada: de 18 às 21:00h; de 21 às 24:00; de 3 as 6:00h e de 3 às 6:00h. O mar em que os discípulos navegavam era relativamente calmo, porém, do nada se levantavam as ondas, devido fortes ventos que se manifestavam repentinamente. É por isso que o crente em Jesus Cristo tem que ser vigilante, sempre pronto para reagir com sabedoria quando os ventos lhe forem contrários, principalmente, os ventos de doutrinas, os quais têm afastado algumas pessoas do caminho da verdade. “…barco no meio do mar”, “barco açoitado pelas ondas…”; “o vento era contrário…” – três momentos que refletem muito bem algumas passagens de nossa vida: Quando alguns cristãos estão no meio de uma batalha, acabam desistindo de lutar até ao fim; outros há que, no meio de um processo qualquer, acham melhor interrompê-lo e “cambiar” de propósito. Não são constantes, persistentes e acabam frustrando suas próprias capacidades e expectativas e consequentemente acabam indo para o fundo…; “barco açoitado pelas ondas” – Eu tenho experiências de viver momentos a bordo de navios que singraram mares bravios, ou seja, fizeram derrotas que culminaram em fortes tempestades. Algumas dessas tempestades de tão violentas, causou medo à tripulação. Não foi coisa tão simples, mas tremenda. Quantos não passam por lutas preocupantes, onde a solução para o problema não se evidencia a luz da razão humana? Há ocasião em que, somente através da fé se obtém a vitória. Tenha fé não desanime com facilidade; “o vento era contrário…” – Quantas pessoas lutam para nos derrubar, nos tirar a oportunidade de subir, de angariar algo que almejamos ou objetivamos, e isto, tudo por pura inveja. Quanto os ventos lhe forem contrários, tenha fé, não permita que os seus bens sejam saqueados, ou arrebatados para bem longe de você. Saiba que Jesus morreu na cruz do calvário para você ser feliz. Não perca a sua salvação e nem troque as suas dádivas, recebidas de Cristo, por qualquer “pseudo-benção” oferecida por Satanás. Tenha fé, e não deixe a dúvida lhe fazer desistir dos seus alvos e objetivos traçados para 2015. A dúvida é capaz de levar o homem para o fundo do poço. Quase Pedro foi para o fundo do mar, se não fosse Jesus segurar a sua mão.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook