Liderança, uma arma contra o Diabo

“E, quando acabou de falar, disse a Simão: faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar” (Lucas 5.4).

A liderança nada mais do que um processo capaz de influenciar pessoas para que ajam, voluntariamente, em prol dos objetivos da instituição. O líder deve exercer liderança sobre um grupo de modo a obter dele a confiança, o respeito e a cooperação necessários à consecução dos interesses do mesmo. Todo grupo precisa de um líder que possa ajudá-lo a vencer suas dificuldades. A liderança apresenta inúmeros degraus que o líder leva os seus liderados a subirem em busca da performance ou dá melhor maneira de se alcançar os objetivos e missões pré-estabelecidas. Como dizem os obcecados e vibradores pelo assunto, liderar vai muito mais além do que chefiar. Dizem que, liderar não é somente expedir ordens e esperá-las que sejam cumpridas. Jesus, o grande líder da igreja, quando ensinava, mostrava na prática a realidade do seu ensino. A ética cristã é algo que deve ser cultivada em todas as ações do homem. É preciso aprender a perder, para que se possa alcançar a vitória. Jesus quando lavou os pés dos seus discípulos ele deu a todos um exemplo de humildade. Muitos não sabem o que é descer, o que é perder para poder lucrar mais adiante. Em alguns momentos, o espírito altivo leva o homem a grandes derrotas espirituais, e porque não dizer em outras áreas da vida. Procure preservar, de maneira sábia, a sua saúde. Hoje em dia muitos líderes adoecem porque não cuidam perfeitamente de sua saúde. É preciso estar bem atento  para o stress, a fadiga, a incapacidade de concentrações, a irritabilidade, a insônia, etc. Dose o emprego de suas energias, e como você é um estudioso da Bíblia, atente bem para a mobília do cristão, descrita no Segundo Livro dos Reis, 4.10, onde você tem a Cadeira, a Mesa, a Cama e o Candeeiro. A cadeira fala de trabalho, a Mesa de boa alimentação, a cama de descanso e o candeeiro de luz, de vida espiritual plausível, santificada, brilhante, etc. Faça a Obra do Senhor, trabalhe para Deus, porém, nunca se esquecer da família, do social, do repouso tanto quanto possível. Mantenha o seu caminho aplanado e a sua luz sempre brilhando diante do mundo, da igreja e de Cristo. Seja tardio em falar. Quando falar, fale com convicção procurando calar-se nos momentos apropriados. Saiba ouvir. Lembre-se que o falar é prata, mas o ouvir é ouro. Como líder de verdade, seja sensato e evite: alimentar sentimentos de superioridade, “considere os outros superior a você mesmo”, é bíblico. Evite também, cercar-se de pessoas que não expressam opinião própria. Seja humilde, não se embriague pelo poder e pela vaidade e nem se deixe enganar pelo preconceito. Dê o exemplo; “Em tudo te dá, por exemplo, dos fiéis”, assim diz as Escrituras. Ponha o grupo a serviço do cumprimento da missão e em permanente sintonia com os objetivos estabelecidos para se atingir os alvos estabelecidos. Jesus fazia assim e sempre levava os seus discípulos a orar no Monte das Oliveiras e depois saia com eles para evangelizar e ensinar as multidões famintas da Palavra de Deus. Mantenha com os componentes do grupo uma relação sadia, onde a base seja a confiança mútua, desejo de progredir, de ser abençoado e usado poderosamente pelo Senhor Jesus. Cristo sabia tudo o que se passava com o seu grupo de discípulo, porém, nunca deixe de assisti-los, orientá-los e exortá-los a permanecerem firmes no caminho da salvação. Use para com eles de toda a sinceridade e nada esconda deles. Seja transparente em tudo. Se tiver que exortá-los, faça-o com amor; se tiver que admoestá-los não use outra coisa senão o amor, o amor, o amor. Jamais permita que a indisciplina seja uma prática entre os membros do grupo. Incuta na mente deles a importância da disciplina consciente e fique atento ao moral deles, não permita que alguém abatido ou triste tire a alegria dos demais membros da equipe. Jesus certa vez deparou-se com uma situação assim, quando os discípulos voltavam de uma noite infrutífera, pois não haviam pescado nada, sendo eles os melhores profissionais da pesca em toda a Galiléia. Jesus contemplou aquele cenário, os discípulos lavando as redes, todavia, antes de pô-las para secar, ele mandou que embarcassem as palamentas novamente nos barcos e se fizessem ao mar alto. Assim foi feito e o sucesso foi total (Lucas 5). Por fim, faça com que o grupo, seja dedicado à consagração, à oração, a leitura Bíblica e aprimore-se a fim de obter a melhor motivação para o trabalho a ser realizado. Com a ascensão de Cristo ao céu, os discípulos não desanimaram, por quê? Porque o Senhor Jesus prometeu e cumpriu que enviaria outro consolador o Espírito Santo. Ele está no mundo e pronto para ajudar a todo o líder e também a todos os liderados que se mantiverem unidos, dedicados à oração, à consagração. Rui Barbosa, grande celebridade nacional, um dia disse: “Para não desanimardes imaginai que podeis vir, a saber, tudo. Para não presumirdes refleti que, por muito que souberdes, muito pouco tereis chegado a saber”. A isso poderíamos chamar de regra da humildade, que não faz mal a ninguém. Nem a um grande líder, como você!

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook