“Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.” (Efésisos 5.23).

Algumas vezes por ocasião das tribulações da vida e as dificuldades que cercam a vida dos crentes em Jesus Cristo, é comum se ouvir alguém dizer: “Vou entregar a igreja”; “vou entregar meus cargos e minhas funções”. Alguns chegam até a dizer tais frases com angústia no coração, como querendo desferir em Cristo algum soco ou afrontar ao Espírito Santo por não ter ajudado-o a resolver alguma pendência pela qual está enfrentando. Em primeiro lugar ninguém pode entregar o que não é seu. A Igreja não é do ministro, do pastor para ele a entregar. A igreja pertence ao Cordeiro, a Cristo. Ele é o noivo da igreja e aqui na terra o máximo que o homem consegue ser é mordomo. Só se entrega algo a alguém quando a pessoa é dono. Aqueles que estão pastoreando ou pretendem pastorear algum dia, saiba que a igreja não pertence a homem nenhum, mas ao Senhor Jesus Cristo, pois foi Ele que a resgatou com Seu próprio sangue e por ela morreu na cruz do Calvário. Deus não lhe deu igreja alguma nesta terra. Você foi chamado para cuidar da noiva do Cordeiro e o Senhor lhe confiou uma missão porque viu em você uma vocação extraordinária. Deus colocou a sua disposição os dons espirituais, a fé, a unção e a autoridade divina para você usar na condução e administração do ministério pastoral. Então, lute por essas coisas preciosas. Não se lamente, vá em frente, pois sua jornada não terminou ainda. Jesus não mandou você entregar o seu cargo, nem as suas funções, muito menos entregar a igreja, o seu ministério e outras coisas mais que não lhe pertence. Não entregue jamais o que não é seu. Cuide da igreja, pois deu lhe deu para cuidar, orar por ela e sofrer por ela. Vá em frente, não olhe para trás e nem para os lados. Deus é contigo!