O Preço de um Esquecimento

“Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta, se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti.” (Isaías 4915). Num mundo agitado como que vivemos é comum as pessoas se esquecerem de algum evento, compromisso ou data importante na vida. Com frequência escuta-se e se assiste pela “TV” alguém deixar por esquecimento o filho pequeno dentro do interior de um veículo. Em alguns casos a criança até perde a vida.  Esquecer de almoçar, tomar café ou fazer alguma refeição, já virou rotina para muitas pessoas nesse mundo globalizado e agitado por natureza, porém, Deus não se esquece do ser criado por nada. A citação de Isaías é na verdade uma situação extrema e mesmo assim, se uma mulher se esquecer de seu filho que cria, não se compadecendo do mesmo no momento em que ele mais precisa, o Senhor não se esquece de seus filhos. Há algumas datas que não se pode esquecer, principalmente, entre os cônjuges, tais como: a data de aniversário da esposa, dos filhos, de aniversário de casamento, etc. Esta última, dá até divórcio e pode deixar sequelas por muitas primaveras. Eu, particularmente já esqueci de parabenizar minha esposa na data de nossas bodas de Criso, ou seja, quando fizemos 33 anos de casados, e até hoje lembramos daquele dia, embora o crisopázio seja uma pedra tão valiosa, de cor dourada como o ouro, símbolo da pureza e realeza, não teve jeito paguei um preço por isso. Quem ama e reconhece as suas limitações e imperfeições tem mais chance de receber o perdão, porém, quem não tem um pouquinho de humildade acaba arrumando uma senhora encrenca. Se você estiver passando por momentos como esse que passei deve orar ao Senhor e ser humilde para perdão, pois desculpas não resolve, nem boque de flores. Se alguém que não esquece de nada, esse alguém é Deus. Na Bíblia está escrito: “ Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis” (Hebreus 6.10). Não adianta o quanto nos ocupamos na obra de Deus, no trabalho secular ou mesmo em casa, o que não pode acontecer é a pessoa esquecer das datas que marcam eventos importantes de nossas vidas. Ontem, assisti uma entrevista de uma moça que está causando uma grande polêmica em seu país, pois ela optou em nunca ter filhos e, por conseguinte, ela faz campanha para as moças evitarem ser mães. Essa moça, não poderá comemorará jamais a data de aniversário de um filho. É uma pena! Graças a Deus eu tenho uma esposa compreensível e que não apelou para o “chilique gospel”. Ou seja, aquele show, realizado por uma pessoa evangélica onde envolve Deus e coloca o outro em situação complicada. Um conselho amigo, não se esqueça jamais da data de aniversário de sua esposa e nem do aniversário de casamento. Se você estiver triste por que brigou com seu cônjuge devido ao esquecimento dessas datas, então, saiba que Jesus é quem a consola e o Espírito Santo pode lhe enche de gozo e alegria, desde que aja o perdão. Me glorio na Palavra de Deus que me conforta: “A prudência do homem faz reter a sua ira, e é glória sua o passar por cima da transgressão” (Provérbios 19.11). Para você meu amigo e meu irmão, deixou-lhe mais um conselho: “Guarda-te, que não te esqueças do Senhor, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão” (Dt 6.12). Se você estiver longe do caminho da verdade, da fé em Cristo, então é hora de fazer as pazes com Deus e voltar correndo para os seus braços de amor. Lembre-se que data de aniversário de casamento, não se deve esquecer jamais! E nem esqueça, jamais das promessas de Deus para a sua vida.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook