“E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra.” (Mateus 8.2-3).

Impossibilitado de viver em sociedade por causa de sua lepra, o pobre homem se aproximou de Jesus e o adorou. A adoração daquele leproso foi a razão dele ser curado. Há alguns cristãos que trabalham muito para o Reino de Deus, porém, adoram a Cristo somente um pouquinho. A adoração é uma das chaves para o Senhor realizar grandes milagres em nossas vidas. Não é o trabalho excessivo e nem a frequência constante aos cultos que irão abrir as portas celestiais para você, mas a adoração sincera que parte do profundo do coração. Marta e Maria, irmãs de Lázaro em Betânia são exemplos de quem trabalha e de quem sabe adorar: “E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa; E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude. E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.” (Lc 10.38-42). Maria escolheu a adoração e Marta o trabalho. Jesus disse que Maria escolheu a boa parte, a qual jamais lhe seria tirada. E você? adora mais do que trabalha?