Um altar ou um monumento?

“Então Josué edificou um altar ao Senhor Deus de Israel, no monte de Ebal” – Js 8.30.

O altar para louvor e glorificar o nome de Deus não pode ser tal como um monumento qualquer que só serve para o louvor próprio? Nossa plena submissão a Deus, nosso fervor espiritual, nosso interesse pela Obra, nossa alegria em família e nossa vitória em tudo, depende da conservação do nosso altar. Esta conservação não pode ser esporádica, mas continuamente. É preciso que os verdadeiros adoradores mantenham seus altares, ou seja, suas vidas na presença de Deus. Quando Deus pediu Isaque em sacrifício a Abraão, este o colocou sobre a lenha e sobre uma pedra. Ali estava um verdadeiro altar de sacrifício, porquanto Abraão estava cumprindo a vontade de Deus. Vida sobre o altar é vida abençoada, vitoriosa, sadia espiritualmente falando. Josué edificou ao Senhor um altar no monte Ebal. Ali foi edificado o primeiro altar depois que o povo entrou na terra prometida. Josué não edificou um altar sem que houvesse sacrifício para edificá-lo. O monte tinha cerca de 915m à época. Quando erguemos um altar ao Senhor a Sua mão fica estendida sobre nós e as bênçãos fluirão automaticamente. Oh glória! Muitos estão erguendo monumentos diante de Deus e não se colocam na presença do Espírito Santo como um autêntico e submisso altar. O monumento só serve para ser visitado ou apreciado por outros e mais ainda, para ser venerado e exaltado pelo homem e não por Deus. Quando somos um altar verdadeiro e não um monumento, a glória do Senhor recai sobre nós e passamos a ser um vaso nas mãos do Senhor. Seja um altar e não um monumento.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook