Manchas indesejáveis na vida

“Tu és toda formosa, amiga minha, e em ti não há mancha” (Cantares 4.7)

Alguns anos atrás os jornais de todo Brasil e vários no exterior divulgaram sobre o derramamento de óleo na Baia de Guanabara. Na ocasião a mancha de óleo se espalhou por várias praias do Rio de Janeiro, ao ponto de ameaçar várias praias da zona sul carioca. A mancha, qualquer que seja, é sempre mal vista, causa prejuízos tremendos e, geralmente, não é removível com facilidade, mas requer técnica e aparelhagem especifica e muito esforço humano. A nossa vida também pode ser alvo de manchas indesejáveis. A palavra descrita em Cantares refere-se à igreja de Cristo, a noiva imaculada do Cordeiro. A igreja não pode se contaminar, nem tão pouco manchar suas vestes brancas (Ap 3.5), visto que estamos à espera do noivo Jesus Cristo. Jesus Cristo nos exorta a vigiar e guardar bem os vestidos para que não se andar despido e para que se não vejam as nossas vergonhas (Ap 16.15). O maior responsável pelas manchas da alma humana é sem dúvida o pecado; ele diminui a nossa força de vontade ao ponto de não o podermos mais fazer o que sabemos e o que devemos fazer, ao ponto de sermos totalmente dominados por ele. Todo aquele que comete pecado é servo do pecado (João 8.34). Paulo referindo-se a ele diz: “… o que eu quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço… e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem” (Rm 7.14,15,18). Queridos em Cristo, o Sangue de Cristo é o único antídoto contra as manchas da alma. O Senhor Deus diz: “… ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam, vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã” (Isaías 1.18). Para que a mancha seja contida e você tenha vitórias incontáveis procure observar o contido na passagem de Josué 23.6-16, ou seja procure guardar o que está escrito nas Escrituras; os que guardam a Palavra recebem a promessa de que o Senhor os livrará da hora da tentação, procure de maneira sábia fazer o que está escrito; e se esforce para se aproximar do Senhor, pois só assim encontraremos forças para fazer o que Deus estabeleceu em sua Palavra. Por fim faz-se necessário amar de verdade ao Senhor Jesus. Temos que amar para obedecer, amar para seguir e amar para esperar. “se alguém não ama ao Senhor Jesus, seja anátema; maranata” (1 Co 16.21). Cristo é o único que nos satisfaz, logo, precisamos amá-lo e reverenciá-lo. Ele voltará brevemente e levará para si um povo escolhido, sem mancha, irrepreensível e que o ame de verdade.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook