“E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.” (Lucas 15.14).

Esta frase tem ecoado por todos os cantos deste planeta: “Perdi tudo o que tinha! Num mundo que cresce desordenado, onde a criação de hoje é diferente da de ontem, onde a liberdade dos filhos começa muito antes da adolescência e o controle dos mesmos quase não existe, porquanto, já desde o uso das fraudas a criança já fica longe da mãe, em em creches, e outros ambientes que não é o lar, então, tudo fica mais difícil e quando sai do controle, o jovem acaba se envolvendo com esse mundo tenebroso, que não perdoa a ninguém e o jeito é reclamar dizendo: Perdi tudo o que tinha! O número não é pequeno que tem se lançado pelas ruas à procura de sobrevivência e como vivem ociosos tudo o que encontram pela frente, eles acham que podem ficar para si. O reflexo dessa perda se reflete na cadeias com super lotação, onde um espaço de dois metros quadrados é disputado à base da força e da liderança. Quando o homem perde os bens materiais ele acaba passando por necessidades básicas, como o alimento e o vestir, mas quando ele perde os valores morais e éticos e os bens espirituais, então, a situação tende a piorar e é nesse estágio que Satanás se aproveita e se possível ele executa a sua missão que é Matar, Roubar e Destruir. Infelizmente muitos perdem as suas vidas ainda na juventude. Meu amigo e meu irmão se você perdeu tudo na vida, ainda que tenha sido a paz, a alegria, a felicidade, a serenidade para resolver os problemas, a saúde, os amigos, a família, e outras coisas mais, não se apavore, faça de tudo para preservar a sua salvação. Faça como o moço da passagem em lide que disse: “Levantar-me-ei e irei ter com meu pai e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti…”. Deus só espera que você tome uma posição, uma atitude, uma decisão certa: se levantar e se arrepender, pedindo perdão a Deus e voltando novamente ao centro das atrações divinas. Aleluia!