“Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne” (Filipenses 1.23,24).

Essa expressão: “estou em aperto”, é tão comum de se ouvir da boca do povo, principalmente, quando o cenário político-econômico está enfrentando crise, pois reflete no dia a dia de cada cidadão. O apóstolo Paulo tinha motivos de sobra para querer estar com Cristo, aliás ele já havia tido uma experiência profunda quando foi arrebatado ao terceiro céu e lá ter ouvido coisas inefáveis que não pode falar aos seus discípulos e nem deixou registrado em suas epístolas. Paulo estava em aperto. Seu desejo de ir para a glória com Cristo era só uma questão de tempo, porém, o tempo que lhe restava ele achou necessário aplicá-lo na difusão do Evangelho de Jesus Cristo, o Salvador. Você se encontra em aperto? Talvez o seu aperto não seja como o de Paulo, mas um aperto no coração, na alma, o qual tem te tirado a paz e a alegria de viver neste mundo. Caso você se encontre em aperto no seu homem interior, então, é hora de se chegar a Cristo e buscar nEle refúgio, pois, segundo o salmista, “Ele é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na hora da angústia.”. Confie no Senhor Jesus e no mais Ele tudo fará. Não permita que seu coração se angustie ao ponto de você entrar num estado depressivo, estágio que irá requerer cuidados e intervenção médica. Chegue-se a Deus e Ele se chegará a você. Creia nEle e diga como o apóstolo Paulo: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Fp 4.13).