“Ó Deus, tu nos rejeitaste e nos dispersaste, tens estado indignado; oh! Restabelece-nos” (Salmos 60.1).

O primeiro livro que apresenta sessenta capítulos, no cânon atual da Bíblia é o livro de Salmos. Nesse versículo o salmista faz uma oração para os tempos de guerra. Hoje, o cristão se acha em tempos de batalha espiritual e é preciso abrir bem os olhos, ter cuidado com a sua vida espiritual e física também, muito mais a espiritual, porquanto o inimigo do cristão, o Diabo anda em derredor procurando a quem tragar.Nesse salmo, o salmista reconhece o desprezo de Deus pelo Seu povo, visto que este contrariou os mandamentos do Senhor que fora dado a Moisés, Seu servo. O povo estava distante de Deus, envolvido com a idolatria e toda a sorte de iniquidade, e o Senhor, Deus Todo Poderoso, Santo em sua natureza não poderia jamais andar de braço com Israel.Seria preciso o povo se restabelecer diante do Rei da Glória, se arrepender de seus pecados, ser renovado, fazer com Ele um concerto e ai sim, começar uma nova vida e passar a viver em novidade de vida, na graça e na unção do Espírito Santo.No capítulo sessenta de Isaías está escrito: “Dispõe-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do Senhor nasce sobre ti” (Isaías 60.1). Aqui, a promessa é firme e verdadeira. O povo judeu precisaria se apresentar ao Senhor, se desprender do materialismo e da vida pecaminosa a fim de que o Senhor pudesse fazer com que a luz gloriosa dEle caísse sobre o povo como caiu nos dias de Moisés no deserto.A luz de Cristo está chegando para buscar a noiva tão cobiçada pelo mundo e pelo inferno; a noiva tão amada por Cristo e tão bem orientada pelo Espírito Santo. Esta noiva é a Igreja do Cordeiro, que foi morto e ressuscitou, e voltará para buscar a todos quantos crêem em Seu nome e busca uma vida de santificação.A luz de Cristo só nascerá sobre ti se somente se cada um cristão procurar viver em Cristo; em novidade de vida, na presença excelsa do Espírito Santo.Sessenta é uma marca especial. Sessenta é uma data que revoluciona o interior do homem,  pelo menos o meu, pois é a data que nos enche de gozo, de prazer pela vida e disposição de viver mais sessenta anos ou mais. Trata-se de uma data em que o homem se sente realizado, assim está acontecendo comigo. Sessenta é a minha data, a data de meu aniversário. Hoje, eu faço 60 anos e estou muito feliz com ela e com Cristo que me concedeu chegar até aqui. Ebenezer, até aqui tem me ajudado o Senhor. Obrigado a minha esposa, meus filhos, noras, neto, amigos, a igreja que pastoreio e tem orado por mim. Obrigado a meus alunos e alunas. Obrigado aos meus mestres, líderes e porque não a todas as crianças que, ainda, irão fazer 60 anos. Obrigado meu Deus!