“Então disse Eliaquim, filho de Hilquias, e Sebna e Joá, a Rabsaqué: Rogamos-te que fales aos teus servos em siríaco; porque bem o entendemos; e não nos fales em judaico, aos ouvidos do povo que está em cima do muro.” (2 Reis 18.26).

Ao ler a Bíblia percebo que essa penumbra cinzenta tem sido uma constante na vida de muitas pessoas. Este estado é nada mais nada menos do que está “em cima do muro”, sem fazer nem esforço para descer e lutar pelas causas nobres que envolvem o seu viver cristão. O povo descrito na passagem bíblica em lide estava em cima do muro. Raabe só se tornou uma vitoriosa em sua vida quando desceu do muro e seguiu a Josué e todo o povo de Israel: “Ela então os fez descer por uma corda pela janela, porquanto a sua casa estava sobre o muro da cidade, e ela morava sobre o muro.” (Josué 2.15). Tem gente que faz até morada sobre o muro, tamanha é a falta de ânimo para prosseguir avante, e lutar pela vida, pelos estudos, pelo ministério recebido do Senhor, etc. O ex-presidente dos Estados Unidos da América, Theodore Roosevelt disse certa vez: “É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfo e glória, mesmo expondo-se à derrota, do que, formar fila com os pobres de espírito, que não gozam muito e nem sofrem muito, porque vivem na penumbra cinzenta que não conhece nem vitória e nem derrota”. A penumbra cinzenta é justamente este estado de marasmo espiritual, onde o crente nem é vitorioso e nem derrotado, mas é alguém que não tem vida espiritual, não goza das benesses divinas, não tem emoções fortes, mas vegeta. Você já ouviu falar no muro de Ofel? Talvez tenha sido a parte mais complicada de ser reparada do muro da cidade de Jerusalém nos dias de Neemias: “Depois repararam os tecoítas outra porção, defronte da torre grande e alta, e até ao muro de Ofel.” (Neemias 3.27). Ofel significa outeiro, elevação. Tudo o que Deus quer contigo é que você não desanime nessa sua caminhada, mas se erga, seja novamente a bênção que você foi nos anos anteriores. É hora de dar a volta por cima, ser elevado novamente a condição de salvo em Cristo, ser de novo chamado de servo do Deus Altíssimo, vaso do Senhor. Para tanto, é preciso você sair de cima do muro e dar uma chance para o Espírito Santo fazer a obra novamente em tua vida. O povo está em cima do muro: “Então disse Eliaquim, filho de Hilquias, e Sebna e Joá, a Rabsaqué: Rogamos-te que fales aos teus servos em siríaco; porque bem o entendemos; e não nos fales em judaico, aos ouvidos do povo que está em cima do muro.” (2 Reis 18.26). Saia hoje mesmo da penumbra cinzenta, ai não é o seu lugar!