A igreja tem problemas sim!

“A que caiu sobre a pedra são os que ouvindo a palavra, a recebem com alegria, estes não têm raízes, crêem apenas por algum tempo e, na hora da provação, se desviam” (Lucas 6.13).

Uma das coisas que muito me impressiona é as pessoas entrarem na igreja com vendas nos olhos. Eles fazem essa opção para não contemplarem os problemas e nem tomarem conhecimento das coisas que acontecem que as vezes fogem do controle da liderança local. Toda igreja tem problemas e estes, são maiores ou menores dependendo do grau de ensinamento, e de doutrina que recebem do pastor da igreja. Há alguns que raramente comparecem a estes tipos de cultos, porquanto, já se acham salvos e bem doutrinados, não necessitando de que outro ensinamento seja armazenado em seus corações. São santos, fervorosos, amigos de Deus, etc, só não são obedientes aos seus pastores. Um dos problemas que todo líder no exercício de suas funções pastorais enfrenta é a questão do abandono da fé, conhecido também como apostasia. Esse parece que tem trono nas igrejas. Vez por outra tem alguém deixando a fé sobre o banco, na cantina, nos corredores e não voltam para apanhá-la e guardá-la bem guardada no coração. Se entristecem por algum motivo e rumam em direção oposta a fé. São como a semente que não tem raízes, mas que caiu sobre a pedra. Acaba sendo queimada pelo sol da injustiça e por não serem convertidos, do jeito que chegaram para congregar vão também embora. É uma pena. Paulo dava testemunho deste problema a Timóteo: “Porque Demas, tendo amado o presente século, me abandonou e se foi para Tessalônica; Crescente foi para a Galácia, Tito, para a Dalmácia” (2 Tm 4.10). A igreja também é frequentada por pessoas enfermas de alma, doentes fisicamente, outros são tão fracos que não conseguem vir a dois cultos seguidos na semana; outros há que elegeram o domingo como o seu dia de devoção e não tem pastor nenhum que os faça comparecer durante os cultos oficiais da semana. Quando eles chegam no domingo querem saber de tudo que se passou durante a semana e não permitem os que sentam ao seu lado participarem reverentemente do culto. Estes, geralmente, são conflituosos e como não comparecem ao culto de ensinamento e doutrina, não são sensíveis à palavra, nem são reverentes na hora da oração, mas conversam tanto, tanto, tanto, que acabam expulsando os visitantes que vêm à igreja no domingo.

É preciso que, quando vos reunis, um tenha salmo, outro, doutrina, outro revelação, aquele, outra língua, e ainda outro, interpretação, de modo que, tudo seja feito para edificação do corpo de Cristo.Fugindo disto, aumentam os problemas.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook