“E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar.” (Daniel 1.8).

É mais fácil a pessoa se sujar do que permanecer limpo. Manter-se limpo, ou a roupa limpa não é uma tarefa tão fácil assim, pois vivemos rodeados de ambientes empoeirados e propensos a imundice, de modo que viver neles sem se sujar é um milagre. Daniel e seus amigos Hananias, Misael e Azarias convenceram o chefe dos eunucos a não comerem as iguarias do Rei Nabucodonosor, mas somente legumes e água, e ao final da prova estavam com melhor aparência do que os jovens que optaram a comida e o vinho real. Para evitar a contaminação é preciso fazer como fez Daniel, ele orava três vezes ao dia e por isso mantinha sua comunhão com o seu Deus. Ele vigiava e sabia escolher amigos que podiam lhe ajudar em oração na hora da necessidade e da luta. O jovem Daniel perseverou em sua fé e em meio a um mundo idolatra como o babilônico, ele venceu as batalhas que surgiram. Ele contou com seus amigos, que mesmo tendo os seus nomes mudados pelo rei da Babilônia, eles não mudaram a sua opinião de servir a Deus, ou seja, eles tudo fizeram para não se contaminar.