“Agora, pois apregoa aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for medroso e tímido, volte, e retire-se apressadamente das montanhas de Gileade. Então, voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram” (Juízes 7.3).

Ontem, ouvi a seguinte expressão dentro da sala de aula e fiquei curioso, pois nunca ouvi ninguém falar assim, referindo-se a alguém. Pesquisei e vi que a expressão “Borra Botas” é muito comum na região do Goiás e significa a pessoa medrosa, trapalhão, e de certa forma um perdedor. Gideão havia sido chamado por Deus para combater contra os midianitas, um povo que estava oprimindo a Israel, porém, Gedeão, por ordem de Deus reuniu um bom número de guerreiros, mas o Senhor achou muita gente para o combate, ou seja, Deus viu que muitos só compareceram a convocação para somar e não para lutar de verdade. Os voluntários não estavam com o coração na batalha, na luta e por conseguinte não iriam lutar com vigor e disposição, pelo contrário iriam morrer logo. O Senhor Deus na verdade livrou-os de serem mortos de graça. Homens que Deus chamou-os de medrosos, ou seja, de “Borra Botas”. Pessoas sem nenhum ânimo, nem mesmo para erguerem com garra a espada e quanto mais empunhá-la e com ela lutar varonilmente contra o inimigo. Deus deu uma lição importante a Gideão. Ele o ensinou a separar os soldados de fibra e dspostos, dos soldados “Borra Botas”, ou melhor, dos medrosos. O Senhor quer nas fileiras do Seu Exército pessoas que não olhem para trás, e que na hora da luta possam confiar nEle e não desistir, ainda que a batalha esteja acirrada e pareça perdida. O Senhor disse a Gideão: “…Ainda há muito povo; faze-os descer às águas, e ali os provarei; e será que, daquele de que eu te disser: Este irá contigo, esse contigo irá; porém de todo aquele, de que eu te disser: Este não irá contigo, esse não irá. E fez descer o povo às águas. Então o Senhor disse a Gideão: Qualquer que lamber as águas com a sua língua, como as lambe o cão, esse porás à parte; como também a todo aquele que se abaixar de joelhos a beber. E foi o número dos que lamberam, levando a mão à boca, trezentos homens; e todo o restante do povo se abaixou de joelhos a beber as águas. E disse o Senhor a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam as águas vos livrarei, e darei os midianitas na tua mão; portanto, todos os demais se retirem, cada um ao seu lugar.” (Juízes 7.4-7). O “Borra Botas”, não tem agilidade, não sabem usar sua própria força e seu próprio poder para lutar contra as hostes infernais que se levantam contra o povo de Deus. Não seja um medroso, não seja um “Borra Botas”, mas um servo pronto, disposto para toda boa obra.